Roger Responde 164 – Reflexões sobre a tragédia em Santa Maria – RS

164 – Pergunta (04/02/2013): Roger, por favor, fale-nos algo sobre a tragédia que ocorreu na boate em Santa Maria – RS na madrugada deste domingo (27.01.2013). Por que tantas mortes? Que culpa eles tinham? Eram crianças que queriam apenas se divertir. Por que Deus permite que isso aconteça? Não consigo aceitar que Deus puna dessa forma os seus filhos. Isso me faz desacreditar em Deus e  que somos espíritos imortais. Me faz pensar que Deus não existe e que nossos destinos são regidos apenas pela obra do acaso. Abraços e obrigado pela atenção.

Roger querido, Santa Maria chora a tragédia na Boate Kiss. Sabemos que estamos aqui de passagem para resgatar algo do passado, que a nossa verdadeira morada não é aqui, mas na hora da dor, da separação de um filho, irmão, amigo…., torna se difícil entender os desígnios de DEUS. Como consolar tantas famílias que estão desolados com a ausência de seus entes queridos, que partiram precocemente? O …que dizer para esses jovens que perderam parentes, amigos, colegas…., se pra nós que temos maturidade e mais entendimento, é extremamente difícil? Graças a DEUS não perdi ninguém tão próximo, mas me sinto como tal, pois amigos meus perderam seus filhos, minha filha que perdeu amigos, colegas. Roger, como tens um maior entendimento, conhecimento…..,gostaria muito que você pudesse falar alguma coisa, o que dizem os espíritos de LUZ, o que podemos fazer mais além de orações, o que a espiritualidade está fazendo? Sei que eles estão fazendo muito, mas acho que estou precisando ouvir alguém como você fazer um relato sobre essa tragédia. Um fraterno abraço.  

Roger: Queridos amigos, neste momento de tanta dor e sofrimento, nós devemos elevar os nossos pensamentos a Deus e ao Cristo pedindo amparo a todas essas almas que partiram para o Mundo Maior, aquelas que ainda sofrem nos hospitais e a nós mesmos… Sim! A nós mesmos,  pois nós também precisamos da ajuda de Deus para nos libertarmos dessa sintonia de dor e sofrimento, intensificada ainda mais pela insistência da mídia em mostrar e relatar os momentos chocantes deste acidente. O maior sofrimento para aqueles que partiram advém das vibrações atormentadas de quem ficou. Não tenham dúvida de que eles já estão, desde o primeiro momento, recebendo toda a assistência do Alto. Os nossos lamentos apenas fazem estes irmãos que partiram sofrer ainda mais. Muitos deles terminaram se sentindo culpados pela dor que seus entes queridos e amigos sentem neste momento, prejudicando, assim, a sua delicada recuperação neste angustiante transe.

Os jovens que desencarnaram neste evento foram prontamente socorridos no astral e estes que estão sofrendo mais intensamente com a dor dos familiares estão sendo colocados em estado de “sono induzido” para a sua melhor recuperação devido ao trauma vivido. Ou seja, tudo que pode ser feito por eles, está sendo realizado, segundo a vontade de Deus. Não existem surpresas no Mundo Maior. Todas as equipes espirituais já estavam a postos antes do início daquele triste momento. Já aqueles que ficaram feridos estão sendo bem socorridos pelos nossos médicos do mundo humano, além da sempre presente assistência dos espíritos de luz.

Todos estes jovens estão tendo experiências de aprendizado que somente o entendimento de todas as suas encarnações anteriores e desta vida podem responder. Deus é o Grande Arquiteto do Universo e a tudo sabe e conhece. Tentar analisar e julgar o porquê de cada situação através de nossa limitada visão é um erro. Se descrermos de Deus e de sua Suprema Sabedoria, tudo perderá o sentido. O Espírito Criador sabe, melhor do que qualquer um de nós, o que é melhor para o nosso crescimento evolutivo. Portanto, este é o momento de amar e consolar aos que nos cercam, como se faz a uma criança que se machuca por não entender os riscos que corre com as suas atitudes imaturas. Todavia, devemos guardar com absoluta clareza o ensinamento que essa tragédia nos traz. As autoridades humanas precisam apurar os fatos, e nós, sem dúvida alguma, devemos refletir espiritualmente sobre o ocorrido.

Certamente, todos os envolvidos nesse triste resgate, apesar de serem imaturos, não eram crianças, mas, sim, espíritos milenares que estavam dentro desta boate para uma difícil experiência evolutiva, que poderia ter sido mudada… O carma que devemos resgatar sempre é mutável. O rumo que damos as nossas vidas no presente é que define o bem ou o mal que viveremos em nosso futuro. E Deus, com o seu infinito amor e sabedoria, sempre nos permite o aprendizado pelo caminho da paz, do amor e da sabedoria. Nós é que não nos esforçamos em buscar conhecer e entender o que Ele escreve nas entrelinhas da vida.

Não existe punição e culpa. E sim aprendizado e responsabilidade. E a responsabilidade do que ocorreu é de todos nós. Somos todos um… Estamos todos interligados. A sintonia coletiva de toda a humanidade que se encontra distanciada dos princípios crísticos é que alimenta estas ocorrências trágicas. As gerações anteriores, por terem mais maturidade na experiência humana, possuem a obrigação e a responsabilidade de orientar e educar aqueles que estão a poucos anos vivendo na dimensão da vida humana. No entanto, as nossas crianças chegam ao mundo e o que aprendem com os nossos exemplos? O que passamos de valores e qual o entendimento espiritual que lhes apresentamos desde cedo? Mal nos interessamos pela nossa própria busca espiritual. Por que se preocupar, então, com a educação espiritual de nossos filhos e netos? A nossa alienação espiritual é o triste legado que deixamos aos nossos descendentes…

Mas podemos mudar este cenário! Podemos melhorar; podemos acordar… Apenas precisamos fazer um esforço conjunto para nos libertarmos dessa alienação que domina a humanidade e a consome. É chegado o momento de despertar em nossos corações um novo e iluminado estilo de vida que esteja em verdadeira harmonia com os princípios crísticos. Sim! Nós devemos orar principalmente por  nós, a humanidade terrena, porque nos esquecemos de Deus e dos ensinamentos espirituais. Lembramo-nos deles somente em momentos de dor, como o desta terrível tragédia. Será que Deus e a consciência espiritual devem ser lembrados somente em meio a tragédias e sofrimento? Creio que não. Há um mês, lembramos do papai Noel e da farra das festas de fim de ano, com um largo sorriso no rosto, e esquecemos do aniversariante: Jesus, que lá de cima, acompanhava os nossos passos com um olhar melancólico. Agora, no momento da dor, tentamos nos socorrer nos braços daquele a quem mal lembramos em nosso dia a dia. Irmãos… isso precisa ser mudado com urgência… Pelo bem de todos nós. Somos todos um… A transformação precisa ser coletiva para evitar que o nosso futuro não seja ainda mais pedregoso do que estamos vivendo já nesses primeiros dias do início da Era da Luz.

No capítulo adicional do livro “Universalismo Crístico Avançado”, e que encontra-se a disposição de todos na seção “downloads” do site WWW.universalismocristico.com.br , nos é informado que o prazo para a humanidade de nosso mundo despertar para a Verdadeira Consciência está se esgotando. A partir do final do ano de 2012 entramos em descompasso com o processo evolutivo da Terra. Inclusive, os agentes das sombras nos alertam, nesta narrativa, que, a partir de agora, a humanidade terá que evoluir pelo caminho que escolheu: o caminho da dor. Por negligenciarmos o caminho do amor e da sabedoria espiritual, estamos semeando um triste futuro de calamidades, até que surja, finalmente, uma luz que liberte a humanidade de sua alienação. E isto não significa nos tornarmos pessoas religiosas, e, sim, nos espiritualizarmos, ou seja, buscarmos um entendimento mais profundo e verdadeiro da vida, para nos tornarmos pessoas melhores.

Esta alienação espiritual, que se resume em uma visão mecânica e materialista da vida, nos cega. E isto faz com que só procuremos o Criador nos momentos de dor e aflição e só soframos quando a dor é próxima e faz parte de nossa rotina diária. Queridos amigos, devemos acordar! Diariamente estão morrendo centenas de pessoas de fome na Coréia do Norte, em uma crise humanitária silenciosa. Isto também ocorre todos os dias com os nossos irmãos na sofrida África. Então, por que isso não nos causa dor e tristeza? Precisamos refletir sobre tudo isto. Estamos desconectados! Vivendo apenas para nós mesmos. Somos todos irmãos da família universal. Chegou a hora de nos desligarmos do Mundo das Ilusões Humanas e partirmos para o Mundo da Real Consciência, que tem por objetivo entender o propósito da vida humana e os objetivos de Deus, que não são tão misteriosos assim. Vários mestres espirituais nos ensinaram as lições do amor e da sabedoria durante toda a história de nossa humanidade. Entre eles, citamos Jesus, que é o mais conhecido entre nós brasileiros. Devemos procurar conhecer e entender a profunda filosofia e psicologia trazida por todos os grandes mestres. É isso que estamos apresentando ao mundo através de nossos livros, faz mais de uma década. No entanto, são poucos que já despertaram para este caminho que leva à verdadeira felicidade.

Amigos, tenham a certeza de que tanto a triste tragédia na boate em Santa Maria, quanto as demais que lemos todos os dias nos jornais, possuem a contribuição direta de nossa inconsciência com relação aos sagrados objetivos da vida. As sombras se alimentam de nossa alienação e constroem, a partir dela, o mundo de caos que tanta tristeza nos causa. Somente quando criarmos o saudável hábito de buscar adquirir consciência espiritual, realizando ações por um mundo melhor, é que toda a dor no mundo, finalmente, cessará na Terra, com as bênçãos de Deus.

One Response
  • ANTONIO PAULO LOPES
    set 17, 2015

    Pode ser especulação de minha parte mas a aneira como fizeram a passagem se asemelha muito com aquelas vítimas do nazismo em campos de concentração. enveneados e asfixiados em camara de gas. O local ( sul do Brasil onde enconra-se varis descenentes de alemães). O escuro, o pavor sem saber pra onde correr e a liberação de gases tóxicos pela queima de produtos químicos. e como foi uma tragédia coletiva levou-me a crer que estava pagando o preço daquela maneira por seus atos de guerra

    [Reply]

    ANTONIO PAULO LOPES set 17, 2015
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *