Tag Jesus

Natal de Luz!

Amados irmãos, encontramo-nos no final de mais um
ano, e com ele deparamo-nos com as festividades relativas a esse período de
sublime oportunidade. É tempo de refletirmos, revermos atitudes e nos
conectarmos com nossos princípios e motivações, renovarmos nossa fé e
modificarmo-nos internamente. Nessa semana, através do Natal, celebramos o
nascimento de nosso maior exemplo, do homem que apresentou o amor à humanidade:
Jesus. Convidamos a todos para que nesta semana, concentremos nossas vibrações
para emanarmos luz à nossa consciência e a de todos os homens, esclarecendo-nos
dos reais valores dessa data tão especial e reformadora.

Infelizmente, ainda nos deparamos com uma
sociedade presa aos valores materiais e as convenções impostas, sem que se
apercebam da importância que o Natal possui e da verdadeira intenção em
comemorarmos essa data. O verdadeiro significado do Natal é o nascimento de
nosso amado irmão Jesus, que nos convida a praticar sua maior mensagem, o amor
por todos os seres.

Jesus legou à humanidade o mais belo tesouro de todos os tempos, a
lição do amor. Sua vida, do nascimento à morte, foi demonstrar o amor em sua
totalidade, para toda a sua família, a humanidade. Sua mensagem era direcionada
a todos os seres, nos diferentes estágios evolutivos, servindo as multidões e
ensinando-lhes, com palavras sábias e profundas, porém acessíveis ao povo, o
caminho da evolução através do amor. Tinha o dom de extasiar as almas, através
de suas palavras que entoavam a poesia dos céus. Os homens, desejosos para
aprender com o Grande Mestre, ansiavam o consolo de suas feridas morais, e
ouviam-lhe atenciosos.

Não há, em toda nossa história, alguém que trouxe tamanha
revolução, verdade e amor em suas palavras e em sua conduta.  Ele é nosso
grande exemplo, o maior avatar já enviado à Terra por nosso Pai, com a excelsa
missão de nos esclarecer e de nos mostrar o caminho através da luz de seus
passos. Sua sublime mensagem guia e ilumina o homem através dos tempos, e
proporciona ainda hoje, as mais profundas reflexões para toda a humanidade.

Portanto, através do maior exemplo que nos foi enviado, comemoremos seu
nascimento no Natal, motivando-nos a amar, doar e perdoar. Lembremo-nos que Ele
é o motivo do Natal existir e sem reflexão e a lembrança de seu legado, esse
dia torna-se vão, sem sentido.

“...o Natal
de Jesus é sempre renovador convite a uma releitura da Sua mensagem, a novas
reflexões em torno das Suas palavras de luz, à revivescência dos Seus projetos
de amor para com a Humanidade.” Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo
Franco.

Utilizemo-nos
dessa data para dedicarmos um tempo à reflexão das nossas atitudes, dos nossos
pensamentos, do nosso convívio com os outros irmãos, e de tudo o que realizamos
em nossa vida. Motivemo-nos a corrigir nossas imperfeições e utilizemo-nos da
oportunidade que nos é dada por Nosso Senhor, em cada dia que renasce, para
modificarmos nossas atitudes através dos ensinamentos de nosso amado Jesus. Que
sua Luz ilumine nosso trilhar, enchendo-nos de vigor; Que seus ensinamentos
instalem-se em nossos corações; Que suas palavras inundam nossos ouvidos e
almas.

Desejamos a
todos nossos companheiros e amigos, que acompanham o trabalho do Universalismo
Crístico, nos apoiando e nos trazendo motivações para continuarmos com afinco
essa missão, que se sintam renovados nesse Natal, que persistam no caminho do
aperfeiçoamento e do conhecimento pessoal e que nosso Irmão Maior ilumine-os,
com sua luz de extremo amor e bondade. Que o amor de Jesus encontre morada em
seus corações, e que esse Natal ganhe um novo significado na sua vida, e na
vida de toda a humanidade. Deixe a sua luz brilhar e iluminar todos a sua
volta, para que possa semear a paz e vivenciar o amor universal.

A todos, um
NATAL DE LUZ!

Vibração Coletiva (25/12/2019) – Natal de Luz

Natal de Luz!

Amados irmãos, encontramo-nos no final de mais um
ano, e com ele deparamo-nos com as festividades relativas a esse período de
sublime oportunidade. É tempo de refletirmos, revermos atitudes e nos
conectarmos com nossos princípios e motivações, renovarmos nossa fé e
modificarmo-nos internamente. Nessa semana, através do Natal, celebramos o
nascimento de nosso maior exemplo, do homem que apresentou o amor à humanidade:
Jesus. Convidamos a todos para que nesta semana, concentremos nossas vibrações
para emanarmos luz à nossa consciência e a de todos os homens, esclarecendo-nos
dos reais valores dessa data tão especial e reformadora.

Infelizmente, ainda nos deparamos com uma
sociedade presa aos valores materiais e as convenções impostas, sem que se
apercebam da importância que o Natal possui e da verdadeira intenção em
comemorarmos essa data. O verdadeiro significado do Natal é o nascimento de
nosso amado irmão Jesus, que nos convida a praticar sua maior mensagem, o amor
por todos os seres.

Jesus legou à humanidade o mais belo tesouro de todos os tempos, a
lição do amor. Sua vida, do nascimento à morte, foi demonstrar o amor em sua
totalidade, para toda a sua família, a humanidade. Sua mensagem era direcionada
a todos os seres, nos diferentes estágios evolutivos, servindo as multidões e
ensinando-lhes, com palavras sábias e profundas, porém acessíveis ao povo, o
caminho da evolução através do amor. Tinha o dom de extasiar as almas, através
de suas palavras que entoavam a poesia dos céus. Os homens, desejosos para
aprender com o Grande Mestre, ansiavam o consolo de suas feridas morais, e
ouviam-lhe atenciosos.

Não há, em toda nossa história, alguém que trouxe tamanha
revolução, verdade e amor em suas palavras e em sua conduta.  Ele é nosso
grande exemplo, o maior avatar já enviado à Terra por nosso Pai, com a excelsa
missão de nos esclarecer e de nos mostrar o caminho através da luz de seus
passos. Sua sublime mensagem guia e ilumina o homem através dos tempos, e
proporciona ainda hoje, as mais profundas reflexões para toda a humanidade.

Portanto, através do maior exemplo que nos foi enviado, comemoremos seu
nascimento no Natal, motivando-nos a amar, doar e perdoar. Lembremo-nos que Ele
é o motivo do Natal existir e sem reflexão e a lembrança de seu legado, esse
dia torna-se vão, sem sentido.

“…o Natal
de Jesus é sempre renovador convite a uma releitura da Sua mensagem, a novas
reflexões em torno das Suas palavras de luz, à revivescência dos Seus projetos
de amor para com a Humanidade.” Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo
Franco.

Utilizemo-nos
dessa data para dedicarmos um tempo à reflexão das nossas atitudes, dos nossos
pensamentos, do nosso convívio com os outros irmãos, e de tudo o que realizamos
em nossa vida. Motivemo-nos a corrigir nossas imperfeições e utilizemo-nos da
oportunidade que nos é dada por Nosso Senhor, em cada dia que renasce, para
modificarmos nossas atitudes através dos ensinamentos de nosso amado Jesus. Que
sua Luz ilumine nosso trilhar, enchendo-nos de vigor; Que seus ensinamentos
instalem-se em nossos corações; Que suas palavras inundam nossos ouvidos e
almas.

Desejamos a
todos nossos companheiros e amigos, que acompanham o trabalho do Universalismo
Crístico, nos apoiando e nos trazendo motivações para continuarmos com afinco
essa missão, que se sintam renovados nesse Natal, que persistam no caminho do
aperfeiçoamento e do conhecimento pessoal e que nosso Irmão Maior ilumine-os,
com sua luz de extremo amor e bondade. Que o amor de Jesus encontre morada em
seus corações, e que esse Natal ganhe um novo significado na sua vida, e na
vida de toda a humanidade. Deixe a sua luz brilhar e iluminar todos a sua
volta, para que possa semear a paz e vivenciar o amor universal.

A todos, um
NATAL DE LUZ!

Vibração Coletiva (17/04/2019) – A Ressurreição das nossas Consciências

A Ressurreição de Nossas Consciências

Amados irmãos de caminhada! Hoje
convidamos a todos a concentrarmos nossas atenções para a comemoração que
chamamos de Páscoa. A Páscoa celebra a ressurreição de Jesus Cristo e, já que
pouco lembrada em favor dos chocolates e coelhinhos, poderíamos aqui nos ater a
questões como a inversão de valores da nossa sociedade, que faz com que, nessas
datas comemorativas, sejamos os motores da ascensão e movimentação do comércio,
mas resolvemos ir além, questionar se ainda necessitamos de uma data para
lembrarmos da passagem Dele aqui na terra.

É visível a separação em que a
maioria de nós nos encontramos: ou estamos
perdidos saciando nossas vontades materiais, vivendo na superficialidade de
datas como essas, contentando-nos em apenas cumprir com os rituais que cansamos
de repetir, sem ao menos refletirmos sobre os mesmos, ou então, estamos
envoltos em uma religiosidade que, erroneamente, evidencia o sofrimento,
fazendo com que fiquemos vibrando na dor, vislumbrando a nossa salvação através
do sofrimento e da culpa que devemos carregar, visto que crucificamos Àquele
que veio para ser o nosso mestre.

Independente do que tenha acontecido
na real história de Sua passagem pela terra, o que não resta dúvida, é que
Jesus Cristo veio nos trazer uma mensagem de luz, a mensagem mais linda de
todos os tempos, que é a do amor a si mesmo e ao próximo e assim,
consequentemente, o amor a Deus. Essa é a mensagem mais limpa e mais pura que
poderíamos receber de uma entidade de tamanho quilate espiritual e exatamente
pela sua simplicidade, é reverenciada até os dias atuais.

Em meio a esses pontos que
levantamos, fica visível que a preocupação de nosso amado Mestre não era receber
uma data comemorativa, tão pouco o sofrimento infinito de seus irmãos diante do
sentimento de culpa. Ele sabe que nada é por acaso e que, infelizmente, ainda
não estávamos prontos para absorver tamanha sabedoria, mas, o que serve para o
passado, já não se encaixa mais em nosso nível
de entendimento atual.

Hoje podemos entender a mensagem
que antes nos era tão difícil enxergar, TODOS NÓS SOMOS IRMÃOS e temos como
missão de vida buscar evoluir no amor de Deus!!!

“…Cristo disse: eu vou mostrar
a vocês uma maneira mais simples de chegar ao Pai. Se vocês aprenderem isto,
podem fazer centenas de outras coisas sem medo de ofender a Deus. Amor. Se
vocês amarem, estão cumprindo a lei, mesmo que não tenham consciência disto.

Podemos verificar por nós mesmos
que este conselho funciona. Peguemos um mandamento qualquer: ‘Amar a Deus sobre
todas as coisas.’ Eis o Amor. ‘Não tomar seu santo nome em vão.’ Ousaríamos
falar superficialmente de alguém que amamos? ‘Guardar domingos e festas.’ Não
ficamos muitas vezes ansiosos, esperando o dia de encontrar quem amamos para
nos dedicarmos ao Amor? Então, se amamos Deus, o mesmo há de acontecer. O Amor
exige que obedeçamos todas as leis de Deus. Quando um homem ama, é desnecessário
exigir que honre seu pai e sua mãe, ou que não mate. Para o homem que quer bem
a seu próximo é uma ofensa exigir que não roube – como poderia roubar quem ama?
E seria supérfluo pedir que não levante falso testemunho – pois jamais faria isto,
como seria incapaz de desejar a pessoa que o outro ama. Portanto, ‘o amor é o
cumprimento da Lei’. O Amor é a regra que resume todas as outras regras. O Amor
é o mandamento que justifica todos os outros mandamentos. O Amor é o segredo da
vida.
” ( Henry Dummond –
Paulo Coelho; O Dom Supremo)

No momento em que focamos um único dia para meditarmos sobre a
passagem de Jesus na terra, nos libertamos de qualquer compromisso nos outros
dias, os que seguem e antecedem a data. É preciso que evidenciemos o amor
infinitamente, todos os dias de nossas vidas, através das nossas atitudes,
assim, essa data, a partir de agora, servirá sim para comemorarmos a
ressurreição, mas ressurreição das nossas consciências no amor de nosso Pai,
desperta através dos ensinamentos de nosso Irmão e Mestre Jesus.

Ainda que eu fale as línguas
dos homens e dos anjos…

Ainda que eu tenha o dom de
profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência…

Ainda que eu tenha tamanha fé, a
ponto de transportar montanhas…

Ainda que eu distribua todos os
meus bens entre os pobres e ainda que entregue meu próprio corpo para ser
queimado…

Se não tiver AMOR, nada serei
!!!!!”  (Paulo de Tarso. Bíblia Sagrada; 1 Coríntios 13:1-13)

Para quem desejar, disponibilizamos o link de uma música como
complemento a reflexão apresentada: https://www.youtube.com/watch?v=6rjXkXpX8Wk

Vibração Coletiva (19/12/2018) – Natal de Luz

Natal de Luz!

Amados irmãos, encontramo-nos no final de mais um ano, e com ele deparamo-nos com as festividades relativas a esse período de sublime oportunidade. É tempo de refletirmos, revermos atitudes e nos conectarmos com nossos princípios e motivações, renovarmos nossa fé e modificarmo-nos internamente. Nessa semana, através do Natal, celebramos o nascimento de nosso maior exemplo, do homem que apresentou o amor à humanidade: Jesus. Convidamos a todos para que nesta semana, concentremos nossas vibrações para emanarmos luz à nossa consciência e a de todos os homens, esclarecendo-nos dos reais valores dessa data tão especial e reformadora.

Infelizmente, ainda nos deparamos com uma sociedade presa aos valores materiais e as convenções impostas, sem que se apercebam da importância que o Natal possui e da verdadeira intenção em comemorarmos essa data. O verdadeiro significado do Natal é o nascimento de nosso amado irmão Jesus, que nos convida a praticar sua maior mensagem, o amor por todos os seres.

Jesus legou à humanidade o mais belo tesouro de todos os tempos, a lição do amor. Sua vida, do nascimento à morte, foi demonstrar o amor em sua totalidade, para toda a sua família, a humanidade. Sua mensagem era direcionada a todos os seres, nos diferentes estágios evolutivos, servindo as multidões e ensinando-lhes, com palavras sábias e profundas, porém acessíveis ao povo, o caminho da evolução através do amor. Tinha o dom de extasiar as almas, através de suas palavras que entoavam a poesia dos céus. Os homens, desejosos para aprender com o Grande Mestre, ansiavam o consolo de suas feridas morais, e ouviam-lhe atenciosos.

Não há, em toda nossa história, alguém que trouxe tamanha revolução, verdade e amor em suas palavras e em sua conduta.  Ele é nosso grande exemplo, o maior avatar já enviado à Terra por nosso Pai, com a excelsa missão de nos esclarecer e de nos mostrar o caminho através da luz de seus passos. Sua sublime mensagem guia e ilumina o homem através dos tempos, e proporciona ainda hoje, as mais profundas reflexões para toda a humanidade.

Portanto, através do maior exemplo que nos foi enviado, comemoremos seu nascimento no Natal, motivando-nos a amar, doar e perdoar. Lembremo-nos que Ele é o motivo do Natal existir e sem reflexão e a lembrança de seu legado, esse dia torna-se vão, sem sentido.

“…o Natal de Jesus é sempre renovador convite a uma releitura da Sua mensagem, a novas reflexões em torno das Suas palavras de luz, à revivescência dos Seus projetos de amor para com a Humanidade.” Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Franco.

Utilizemo-nos dessa data para dedicarmos um tempo à reflexão das nossas atitudes, dos nossos pensamentos, do nosso convívio com os outros irmãos, e de tudo o que realizamos em nossa vida. Motivemo-nos a corrigir nossas imperfeições e utilizemo-nos da oportunidade que nos é dada por Nosso Senhor, em cada dia que renasce, para modificarmos nossas atitudes através dos ensinamentos de nosso amado Jesus. Que sua Luz ilumine nosso trilhar, enchendo-nos de vigor; Que seus ensinamentos instalem-se em nossos corações; Que suas palavras inundam nossos ouvidos e almas.

Desejamos a todos nossos companheiros e amigos, que acompanham o trabalho do Universalismo Crístico, nos apoiando e nos trazendo motivações para continuarmos com afinco essa missão, que se sintam renovados nesse Natal, que persistam no caminho do aperfeiçoamento e do conhecimento pessoal e que nosso Irmão Maior ilumine-os, com sua luz de extremo amor e bondade. Que o amor de Jesus encontre morada em seus corações, e que esse Natal ganhe um novo significado na sua vida, e na vida de toda a humanidade. Deixe a sua luz brilhar e iluminar todos a sua volta, para que possa semear a paz e vivenciar o amor universal.

A todos, um NATAL DE LUZ!

Vibração Coletiva (28/11/2018) – Mudanças Internas

Mudanças Internas

Queridos irmãos de jornada, nesta semana iremos meditar sobre o progresso que estamos realizando para as mudanças internas que precisamos fazer em relação aos nossos defeitos e imperfeições de nossa alma.

Para que transformemos os nossos defeitos e imperfeições, primeiramente precisamos ter o autoconhecimento sobre nós com muita sinceridade e humildade. Reconhecermo-nos falhos não é nenhum defeito, pois indicará que podemos mudar e fazer diferente. Defeito sim será, se estivermos cientes deles e não procurarmos mudar e usá-los como uma desculpa, uma “muleta”, para as nossas atitudes enfermiças.

As ilusões humanas fazem com que nos distraiamos desta busca interna em favor de nosso progresso moral e espiritual para tornarmos pessoas melhores.

Na Nova Era, é imprescindível que empreendamos a nossa reforma íntima sincera e consciente para atingirmos a evolução proposta pelo Mais Alto. Isso significa promover verdadeiramente mudanças em nosso interior, de dentro para fora, ou seja, que nos tornemos agentes ativos da transformação de nosso mundo interno e, paulatinamente, do mundo externo”. Do Livro Universalismo Crístico Avançado/Roger Bottini Paranhos.

Perguntemo-nos: Como tenho tratado as pessoas com as quais tenho me relacionado? O problema são elas ou sou eu mesmo(a) que me sinto incomodado(a)? Quais as razões que me levam a acreditar que o problema são as outras pessoas? Qual é a dificuldade que tenho para admitir que aquilo que me incomoda no outro é o mesmo defeito que possuo? O que tenho feito para mudar isso? Meus irmãos, as respostas sempre estarão em nosso interior, é só parar e meditar um pouco sobre nossas atitudes. É um erro procurar jogar toda a responsabilidade nos ombros das outras pessoas que fazem parte de nosso cotidiano ou não.

Lembremo-nos do amado mestre Jesus, que proferiu este ensinamento, “Enxergas o cisco no olho de teu irmão, mas não vês a trave em teus próprios olhos”, façamos um estudo sincero de nossos atos e percebamos os pontos a serem mudados e nos observarmos às vezes em que formos cometer os mesmos erros novamente, se ao invés de reagirmos, nos calarmos e nos interiorizarmos, com isso mudaremos e quebraremos os padrões equivocados. Mas para isso, temos que perseverar nas nossas decisões de verdadeiramente mudar.

Não esqueçamos que nosso mundo externo é um reflexo dos sentimentos que levamos em nosso interior. Se é de guerras, só guerras veremos; se é de tristezas e tragédias, só tristezas e tragédias veremos e assim por diante. As mudanças primeiramente começam conosco, para depois se refletirem no mundo exterior. Reflitamos sobre isso meus irmãos.

Nada vale cobrarmos dos outros, por aquilo que não estamos dispostos a mudarmos em nós mesmos, somos espelhos uns dos outros, e que possamos sempre estarmos dispostos a aprender com os nossos defeitos.

Somos todos um, a tua mudança inevitavelmente semeará a mudança no teu próximo e consequentemente a mudança no nosso mundo.

Paz e Luz a Todos!

Vibração Coletiva (12/09/2018) – Não julgueis, para não serdes julgados!

Não julgueis, para não serdes julgados!

Caríssimos amigos de estrada, iniciamos a nossa reflexão da semana com a seguinte passagem do Evangelho:

“Não julgueis, a fim de não serdes julgados; – porquanto sereis julgados conforme houverdes julgado aos outros; empregar-se-á convosco a mesma medida de que vos tenhais servido para com os outros.” (S. Mateus 7:1 e 2)

No momento em que impregnamos nossa mente e coração com o desejo de evoluir, de mudarmos a nossa conduta para melhor, irradiamos conhecimento seguido de bons exemplos a todos que nos cercam. Se queremos evoluir, precisamos perder o velho hábito de julgar os outros. Mesmo que a crítica e o julgamento cheguem junto com a vontade de auxiliar o próximo, lembremos que antes de ajudar alguém, precisamos começar por nós mesmos. Nossa forte tendência em analisar e resolver os problemas dos outros, pode, por vezes, nos mostrar o quanto nos falta tempo e dedicação para melhorarmos a nós mesmos e para resolvermos os nossos próprios problemas.

Um caminho importante a seguir para enxergarmos melhor nossa conduta é a busca pelo conhecimento espiritual. Depois que o adquirimos podemos começar a colocá-lo em prática e isso caberá a cada um, individualmente, de acordo com as oportunidades que surgem durante o dia-a-dia. Todas as situações cotidianas são provas que recebemos para colocarmos o nosso conhecimento em prática, para que vejamos o que nós mesmos temos a melhorar, para evoluir diante de cada situação e não analisar os equívocos dos outros.

É necessário que julguemos menos os nossos semelhantes e passemos a apontar as análises para nós mesmos, não em nível de cobrança, mas a fim de autoconhecimento e reforma íntima. Todos os seres humanos acabam passando pelos mesmos problemas e privações, apesar de elas estarem revestidas através das “capas sociais”. Se analisarmos, as aflições são sempre as mesmas, guardando as devidas proporções. Os desvios de conduta moral e corporal, nada mais são do que os vícios do corpo e da alma, que são as privações pelas quais todos temos que passar, até que aprendamos a trocá-las por virtudes e bons hábitos, chegando a ascese espiritual.

“Atire-lhe a primeira pedra aquele que estiver isento de pecado”, disse Jesus. Essa sentença faz da indulgência um dever para nós outros, porque ninguém há que não necessite, para si próprio, de indulgência. Ela nos ensina que não devemos julgar com mais severidade os outros, do que nos julgamos a nós mesmos, nem condenar em outrem aquilo de que nos absolvemos. Antes de profligarmos a alguém uma falta, vejamos se a mesma censura não nos pode ser feita. (Evangelho Segundo o Espiritismo, pág 191)

Convidamos a todos para fazermos essas análises e refletirmos a fim de que enxerguemos o quanto todos nós, que estamos na terra, nos assemelhamos, se analisarmos nossas reais fraquezas. Cada vez que enxergarmos um defeito moral, uma atitude errônea ou um mau hábito em alguém, tentemos analisar em que aquilo se assemelha as nossas atitudes já realizadas, a nossa forma de agir e nos hábitos que ainda possuímos.

Esperamos que todos consigam realizar esses exercícios, que serão excelentes para que possamos dar um salto em nossa reforma moral, transferindo, automaticamente, esses novos aprendizados para as mudanças de hábitos. Toda pequena mudança, sem dúvida, irá refletir em todos que estiverem a nossa volta, auxiliando assim, os que já estiverem prontos para iniciar a sua própria reforma moral, incentivados, simplesmente, por nosso exemplo. Não é lindo?

Vibremos para que consigamos desenvolver a nossa evolução pelo amor, sem precisar que coisas ruins aconteçam para que comecemos a nos transformar para melhor. Tenhamos a certeza de que temos todo o amparo necessário do plano espiritual, que segue cada passo de cada um que está tendo a oportunidade de fazer a diferença na construção de um mundo melhor, justamente, por já estarmos despertos para a vida real.

Paz e luz e a todos!!!

Vibração Coletiva (04/04/2018) – A Ressurreição de Nossas Consciências

A Ressurreição de Nossas Consciências

Amados irmãos de caminhada! Hoje convidamos a todos a concentrarmos nossas atenções para a comemoração que chamamos de Páscoa. A Páscoa celebra a ressurreição de Jesus Cristo e, já que pouco lembrada em favor dos chocolates e coelhinhos, poderíamos aqui nos ater a questões como a inversão de valores da nossa sociedade, que faz com que, nessas datas comemorativas, sejamos os motores da ascensão e movimentação do comércio, mas resolvemos ir além, questionar se ainda necessitamos de uma data para lembrarmos da passagem Dele aqui na terra.

É visível a separação em que a maioria de nós nos encontramos: ou estamos perdidos saciando nossas vontades materiais, vivendo na superficialidade de datas como essas, contentando-nos em apenas cumprir com os rituais que cansamos de repetir, sem ao menos refletirmos sobre os mesmos, ou então, estamos envoltos em uma religiosidade que, erroneamente, evidencia o sofrimento, fazendo com que fiquemos vibrando na dor, vislumbrando a nossa salvação através do sofrimento e da culpa que devemos carregar, visto que crucificamos Àquele que veio para ser o nosso mestre.

Independente do que tenha acontecido na real história de Sua passagem pela terra, o que não resta dúvida, é que Jesus Cristo veio nos trazer uma mensagem de luz, a mensagem mais linda de todos os tempos, que é a do amor a si mesmo e ao próximo e assim, consequentemente, o amor a Deus. Essa é a mensagem mais limpa e mais pura que poderíamos receber de uma entidade de tamanho quilate espiritual e exatamente pela sua simplicidade, é reverenciada até os dias atuais.

Em meio a esses pontos que levantamos, fica visível que a preocupação de nosso amado Mestre não era receber uma data comemorativa, tão pouco o sofrimento infinito de seus irmãos diante do sentimento de culpa. Ele sabe que nada é por acaso e que, infelizmente, ainda não estávamos prontos para absorver tamanha sabedoria, mas, o que serve para o passado, já não se encaixa mais em nosso nível de entendimento atual.

Hoje podemos entender a mensagem que antes nos era tão difícil enxergar, TODOS NÓS SOMOS IRMÃOS e temos como missão de vida buscar evoluir no amor de Deus!!!

“…Cristo disse: eu vou mostrar a vocês uma maneira mais simples de chegar ao Pai. Se vocês aprenderem isto, podem fazer centenas de outras coisas sem medo de ofender a Deus. Amor. Se vocês amarem, estão cumprindo a lei, mesmo que não tenham consciência disto.

Podemos verificar por nós mesmos que este conselho funciona. Peguemos um mandamento qualquer: ‘Amar a Deus sobre todas as coisas.’ Eis o Amor. ‘Não tomar seu santo nome em vão.’ Ousaríamos falar superficialmente de alguém que amamos? ‘Guardar domingos e festas.’ Não ficamos muitas vezes ansiosos, esperando o dia de encontrar quem amamos para nos dedicarmos ao Amor? Então, se amamos Deus, o mesmo há de acontecer. O Amor exige que obedeçamos todas as leis de Deus. Quando um homem ama, é desnecessário exigir que honre seu pai e sua mãe, ou que não mate. Para o homem que quer bem a seu próximo é uma ofensa exigir que não roube – como poderia roubar quem ama? E seria supérfluo pedir que não levante falso testemunho – pois jamais faria isto, como seria incapaz de desejar a pessoa que o outro ama. Portanto, ‘o amor é o cumprimento da Lei’. O Amor é a regra que resume todas as outras regras. O Amor é o mandamento que justifica todos os outros mandamentos. O Amor é o segredo da vida.” ( Henry Dummond – Paulo Coelho; O Dom Supremo)

No momento em que focamos um único dia para meditarmos sobre a passagem de Jesus na terra, nos libertamos de qualquer compromisso nos outros dias, os que seguem e antecedem a data. É preciso que evidenciemos o amor infinitamente, todos os dias de nossas vidas, através das nossas atitudes, assim, essa data, a partir de agora, servirá sim para comemorarmos a ressurreição, mas ressurreição das nossas consciências no amor de nosso Pai, desperta através dos ensinamentos de nosso Irmão e Mestre Jesus.

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos…

Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência…

Ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montanhas…

Ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue meu próprio corpo para ser queimado…

Se não tiver AMOR, nada serei !!!!!”  (Paulo de Tarso. Bíblia Sagrada; 1 Coríntios 13:1-13)

Para quem desejar, disponibilizamos o link de uma música como complemento a reflexão apresentada: https://www.youtube.com/watch?v=6rjXkXpX8Wk

Vibração Coletiva (20/12/2017) – Natal de Luz

Natal de Luz

Amados irmãos, encontramo-nos no final de mais um ano, e com ele deparamo-nos com as festividades relativas a esse período de sublime oportunidade. É tempo de refletirmos, revermos atitudes e nos conectarmos com nossos princípios e motivações, renovarmos nossa fé e modificarmo-nos internamente. Nessa semana, através do Natal, celebramos o nascimento de nosso maior exemplo, do homem que apresentou o amor à humanidade: Jesus. Convidamos a todos para que nesta semana, concentremos nossas vibrações para emanarmos luz à nossa consciência e a de todos os homens, esclarecendo-nos dos reais valores dessa data tão especial e reformadora.

Infelizmente, ainda deparamo-nos com uma sociedade presa aos valores materiais e as convenções impostas, sem que se apercebam da importância que o Natal possui e da verdadeira intenção em comemorarmos essa data. O verdadeiro significado do Natal é o nascimento de nosso amado irmão Jesus, que convida-nos a praticar sua maior mensagem, o amor por todos os seres.

Jesus legou à humanidade o mais belo tesouro de todos os tempos, a lição do amor. Sua vida, do nascimento à morte, foi demonstrar o amor em sua totalidade, para toda a sua família, a humanidade. Sua mensagem era direcionada a todos os seres, nos diferentes estágios evolutivos, servindo as multidões e ensinando-lhes, com palavras sábias e profundas, porém acessíveis ao povo, o caminho da evolução através do amor. Tinha o dom de extasiar as almas, através de suas palavras que entoavam a poesia dos céus. Os homens, desejosos para aprender com o Grande Mestre, ansiavam o consolo de suas feridas morais, e ouviam-lhe atenciosos.

Não há, em toda nossa história, alguém que trouxe tamanha revolução, verdade e amor em suas palavras e em sua conduta.  Ele é nosso grande exemplo, o maior avatar já enviado à Terra por nosso Pai, com a excelsa missão de nos esclarecer e de nos mostrar o caminho através da luz de seus passos. Sua sublime mensagem guia e ilumina o homem através dos tempos, e proporciona ainda hoje, as mais profundas reflexões para toda a humanidade.

Portanto, através do maior exemplo que nos foi enviado, comemoremos seu nascimento no Natal, motivando-nos a amar, doar e perdoar. Lembremo-nos que Ele é o motivo do Natal existir e sem reflexão e a lembrança de seu legado, esse dia torna-se vão, sem sentido.

“…o Natal de Jesus é sempre renovador convite a uma releitura da Sua mensagem, a novas reflexões em torno das Suas palavras de luz, à revivescência dos Seus projetos de amor para com a Humanidade.” Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Franco.

Utilizemo-nos dessa data para dedicarmos um tempo à reflexão das nossas atitudes, dos nossos pensamentos, do nosso convívio com os outros irmãos, e de tudo o que realizamos em nossa vida. Motivemo-nos a corrigir nossas imperfeições e utilizemo-nos da oportunidade que nos é dada por Nosso Senhor, em cada dia que renasce, para modificarmos nossas atitudes através dos ensinamentos de nosso amado Jesus. Que sua Luz ilumine nosso trilhar, enchendo-nos de vigor; Que seus ensinamentos instalem-se em nossos corações; Que suas palavras inundam nossos ouvidos e almas.

Desejamos a todos nossos companheiros e amigos, que acompanham o trabalho do Universalismo Crístico, nos apoiando e nos trazendo motivações para continuarmos com afinco essa missão, que sintam-se renovados nesse Natal, que persistam no caminho do aperfeiçoamento e do conhecimento pessoal e que nosso Irmão Maior ilumine-os, com sua luz de extremo amor e bondade. Que o amor de Jesus encontre morada em seus corações, e que esse Natal ganhe um novo significado na sua vida, e na vida de toda a humanidade. Deixe a sua luz brilhar e iluminar todos a sua volta, para que possa semear a paz e vivenciar o amor universal.

A todos, um NATAL DE LUZ!

Vibração Coletiva (22/11/2017) – Empatia

Empatia

Fala-se muito em respeito às  diferenças, em aceitar o outro como o outro é, sem julgamentos.

Não precisamos ser como o outro, mas entender que cada indivíduo tem um jeito próprio de compreender o mundo e de se manifestar na vida. Um mesmo acontecimento pode marcar cada pessoa de uma forma diferente. Isso nos torna únicos como protagonistas de nossas vidas.

Olhando o mundo também pelos olhos do outro, e não apenas pelos nossos, estaremos ampliando nossa compreensão do Universo. Nosso juízo crítico deixará de ser feito, egoisticamente, apenas com base em nossos próprios valores e referências.

Conhecer a forma como o outro enxerga a vida abrirá as janelas com que nos conectamos ao mundo, e até, talvez, realidades então desconhecidas por nós acabem influenciando ou mesmo modificando nossa percepção e nosso relacionamento com o mundo.

E esta pluralidade de realidades, obtida com a prática sincera da empatia, com certeza nos tornará mais amorosos, mais tolerantes, mais generosos, mais compreensivos e menos julgadores.

Exercitar a empatia é por em prática as palavras do Mestre: “Amar ao próximo como a nós mesmo …”

Paz e Luz a todos!

Vibração Coletiva (21/12/2016) – Natal de Luz!

Natal de Luz!

Amados irmãos, encontramo-nos no final de mais um ano, e com ele deparamo-nos com as festividades relativas a esse período de sublime oportunidade. É tempo de refletirmos, revermos atitudes e nos conectarmos com nossos princípios e motivações, renovarmos nossa fé e modificarmo-nos internamente. Nessa semana, através do Natal, celebramos o nascimento de nosso maior exemplo, do homem que apresentou o amor à humanidade: Jesus. Convidamos a todos para que nesta semana, concentremos nossas vibrações para emanarmos luz à nossa consciência e a de todos os homens, esclarecendo-nos dos reais valores dessa data tão especial e reformadora.

Infelizmente, ainda deparamo-nos com uma sociedade presa aos valores materiais e as convenções impostas, sem que se apercebam da importância que o Natal possui e da verdadeira intenção em comemorarmos essa data. O verdadeiro significado do Natal é o nascimento de nosso amado irmão Jesus, que convida-nos a praticar sua maior mensagem, o amor por todos os seres.

Jesus legou à humanidade o mais belo tesouro de todos os tempos, a lição do amor. Sua vida, do nascimento à morte, foi demonstrar o amor em sua totalidade, para toda a sua família, a humanidade. Sua mensagem era direcionada a todos os seres, nos diferentes estágios evolutivos, servindo as multidões e ensinando-lhes, com palavras sábias e profundas, porém acessíveis ao povo, o caminho da evolução através do amor. Tinha o dom de extasiar as almas, através de suas palavras que entoavam a poesia dos céus. Os homens, desejosos para aprender com o Grande Mestre, ansiavam o consolo de suas feridas morais, e ouviam-lhe atenciosos.

Não há, em toda nossa história, alguém que trouxe tamanha revolução, verdade e amor em suas palavras e em sua conduta.  Ele é nosso grande exemplo, o maior avatar já enviado à Terra por nosso Pai, com a excelsa missão de nos esclarecer e de nos mostrar o caminho através da luz de seus passos. Sua sublime mensagem guia e ilumina o homem através dos tempos, e proporciona ainda hoje, as mais profundas reflexões para toda a humanidade.

Portanto, através do maior exemplo que nos foi enviado, comemoremos seu nascimento no Natal, motivando-nos a amar, doar e perdoar. Lembremo-nos que Ele é o motivo do Natal existir e sem reflexão e a lembrança de seu legado, esse dia torna-se vão, sem sentido.

“…o Natal de Jesus é sempre renovador convite a uma releitura da Sua mensagem, a novas reflexões em torno das Suas palavras de luz, à revivescência dos Seus projetos de amor para com a Humanidade.” Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Franco.

Utilizemo-nos dessa data para dedicarmos um tempo à reflexão das nossas atitudes, dos nossos pensamentos, do nosso convívio com os outros irmãos, e de tudo o que realizamos em nossa vida. Motivemo-nos a corrigir nossas imperfeições e utilizemo-nos da oportunidade que nos é dada por Nosso Senhor, em cada dia que renasce, para modificarmos nossas atitudes através dos ensinamentos de nosso amado Jesus. Que sua Luz ilumine nosso trilhar, enchendo-nos de vigor; Que seus ensinamentos instalem-se em nossos corações; Que suas palavras inundam nossos ouvidos e almas. 

Desejamos a todos nossos companheiros e amigos, que acompanham o trabalho do Universalismo Crístico, nos apoiando e nos trazendo motivações para continuarmos com afinco essa missão, que sintam-se renovados nesse Natal, que persistam no caminho do aperfeiçoamento e do conhecimento pessoal e que nosso Irmão Maior ilumine-os, com sua luz de extremo amor e bondade. Que o amor de Jesus encontre morada em seus corações, e que esse Natal ganhe um novo significado na sua vida, e na vida de toda a humanidade. Deixe a sua luz brilhar e iluminar todos a sua volta, para que possa semear a paz e vivenciar o amor universal. 

A todos, um NATAL DE LUZ!

Notícia da Semana – Gerente acha carta para Papai Noel na rua e realiza sonho de três crianças

Gerente de vendas encontrou cartinha jogada em uma calçada de Leme (Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV)

Gerente de vendas encontrou cartinha jogada em uma calçada de Leme (Foto: Felipe Lazzarotto/EPTV)

Um gerente de vendas encontrou na rua, em Leme (SP), uma cartinha que havia sido escrita por uma criança a Papai Noel. Nela, um menino de 3 anos pedia um brinquedo e presentes para as duas irmãs. Caso não fosse possível, uma cesta de Natal bastava. As crianças receberam muito mais do que esperavam neste sábado (19). Em São Carlos, menino de 9 anos também pediu ‘algum alimento’ para salvar o seu Natal.

O papel, que iria para o lixo, ganhou um novo destino nas mãos de Anderson Martins Santos. Era um sonho de uma criança perdido em uma calçada da cidade. “Fiquei bem emocionado, tocou meu coração, e falei: tenho que ajudar. Acho que não foi por acaso que a carta veio parar nas minhas mãos”, disse.

Em Pirassununga, cidade vizinha onde mora, Santos pediu ajuda de amigos e parentes e, em menos de uma semana, arrecadou brinquedos e alimentos. O porta-malas do carro ficou lotado de presentes, que foram entregues na tarde de sábado após muita dedicação

Pedidos
Paloma da Silva, de 9 anos, foi quem escreveu a cartinha para o irmão caçula, Eduardo, de 3. As crianças costumam entregar os pedidos em lojas e casas da região, mas desta vez ela perdeu o papel. “Pensei que não fosse receber o presente, que alguém iria achar a cartinha e entregar em outra casa”, disse a menina, que ganhou vários brinquedos.

A mãe dela, Simone Priscila da Silva, também foi lembrada e presenteada com alimentos. “Ele é uma pessoa muito boa, maravilhosa, que vai receber em dobro. Não é qualquer um que faz isso”, disse, emocionada.

O olhar solidário do gerente de vendas e dos demais voluntários deu uma grande oportunidade à família, que vive em um bairro carente de Leme.

A vendedora Cristiane Alves Pereira, que ajudou o amigo a arrecadar as doações, também se emocionou com tantos sorrisos de agradecimentos. “Graças a Deus hoje eu posso dar uma presente para minha filha, mas tem muitas mães que não podem fazer isso, uma ceia. Isso mexe e a gente poder fazer essa corrente e trazer um pouco de alegria para essa família foi demais, foi muito bom”, declarou.

Link da notícia: http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2015/12/gerente-acha-carta-para-papai-noel-na-rua-e-realiza-sonho-de-3-criancas.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1


Reflexão

Trazemos essa notícia como exemplo entre inúmeras outras que vemos nessa época do ano, em que o Espírito Natalino brota nos corações e as pessoas passam a ter um olhar mais atencioso para com o próximo. Certamente o caminho da humanização passa por relações humanas mais fraternas. Em um caminhar muito crescente, vemos a sensibilidade agrupando as pessoas para o bem comum. Que o Espírito Natalino, de amor e comunhão, possa prevalecer nos 365 dias do ano.

Feliz Natal, Paz e Luz a todos!

← Previous Page