Tag despertar da consciência

153 – Pergunta (19/11/2012): Roger, meu querido e amado irmão, fiz uma cirurgia no final do ano passado para retirada de um tumor cancerígeno. Depois disso fiz quimioterapia e diversos tratamentos complementares. Nesse meio tempo, eu descobri  os seus livros “por acaso” e comecei a lê-los, de forma ávida, um após o outro. Me tornei outra pessoa. Os conceitos que aprendi de Hermes e de você mudaram a minha forma de pensar de um jeito marcante. Pensei estar curada, mas, mesmo assim, em agosto o câncer voltou de forma mais agressiva. O meu médico recomendou uma nova cirurgia o mais rápido possível  para a remoção das áreas afetadas, antes que se alastrasse mais. Mas tivemos que esperar porque o meu sistema imunológico estava enfraquecido e o nível de plaquetas no sangue não atingia o  mínimo necessário para a cirurgia. Mesmo com a volta da doença, não me abalei. Enquanto isso, eu  segui com as minhas leituras de teus livros para acalmar o meu coração. Até que chegou em minhas mãos o último deles: o “Universalismo Crístico Avançado”. Não sei dizer o que me aconteceu desde então... Parece que eu o lia em outra dimensão... na dimensão do espírito.... acompanhando vivamente os teus passos nessa incrível jornada. Isto fez com que eu sentisse energias divinas brotando do fundo de minha alma, como nunca havia sentido antes... Terminei a leitura nos amoráveis braços de Jesus, assim como fez o nosso adorável Fiel. Por fim, neste abençoado estado de espírito, recuperei o meu sistema imunológico e fiquei apta para a cirurgia. O meu médico realizou novos exames para ver como trabalharia melhor a área afetada. E então algo incrível aconteceu: Roger, todo o câncer havia desaparecido, como se nunca tivesse existido! O meu médico ficou estarrecido. Sem palavras... Ele quer que eu faça novos exames, mas eu sei... Estou digitando essa carta com lágrimas nos olhos e mãos trêmulas, pois recebi a notícia há poucas horas... Não sei se estou sonhando ou acordada... Estou em estado de graça... Deus seja louvado.... Por isso preciso te perguntar:  Como isso ocorreu? Que milagre foi esse? Foi intervenção de Hermes? Ou do abraço de Jesus ao final da leitura? Seus livros tem o poder de curar?Ou será efeito da Vibração Coletiva do Universalismo Crístico que acompanho todas as quartas-feiras? Li que Hermes disse que os participantes recebem bênçãos curativas. Diga-me, por favor, para eu divulgar com ainda mais fervor essa “boa nova” do Universalismo Crístico por todo o reino de meu amado Deus! Quero que todos que sofrem (como eu sofri) sejam abençoados pelas palavras do “Deus Vivo” que fluem pelas tuas mãos abençoadas, querido irmão. Deus lhe dê em dobro tudo o que você tem feito por nós. O que você faz por nós, seus irmãos, jamais teremos como pagar. Sei disso! Portanto, saiba que você fará parte de minhas orações diárias até o último de meus dias nessa vida. É o mínimo que posso fazer.

Roger: Querida amiga e irmã, esta certamente é a pergunta mais emocionante que recebi desde o início do espaço “Roger Responde” no final de 2009. Deus sabe a alegria que sinto nesse momento em te dizer que não foi os nossos livros, nem Hermes, nem Jesus quem te curou. Foi simplesmente tu mesmo que realizaste a cura ao se permitir despertar para verdadeira consciência e compreensão do objetivo da vida. Eis o misterioso poder da fé e da aquisição da sincera espiritualização!

Todavia, os nossos livros e, principalmente o último, “Universalismo Crístico Avançado”, merecem sim o reconhecimento por serem “detonadores psíquicos” que causam o despertar das pessoas, fazendo com que floresça em suas almas o “Cristo interno” que lá se encontra adormecido. A profunda expansão da consciência provocada pelo nosso livro mais recente é o que leva as pessoas a esse estado de espírito em que te encontras; e, nessa sintonia, tudo de bom certamente começa a acontecer... Por isso, precisamos divulgar mais e mais este trabalho do qual sou apenas um canal do Mais Alto. Chegou o momento. É a hora de estabelecermos a “Nova Era” na Terra. Vamos juntos mudar a consciência coletiva do nosso planeta!

Eu sabia que o livro “Universalismo Crístico Avançado” seria mágico, pela intensidade de cada capítulo e por seu desfecho magistral com o Grande Mestre. Mas não tinha ainda imaginado que ele teria tamanho poder de mobilizar as forças internas dos leitores para promover um “milagre” dessa magnitude. Isto é algo realmente maravilhoso! É difícil até mesmo falar sobre o conteúdo de teu depoimento... Assim como é difícil falar sobre o conteúdo deste livro... Agora, que eu saí do profundo mergulho que realizei junto com Hermes para realizá-lo, é que passo a enxergar “de fora” toda a beleza desse profundo tratado de saber e amor espiritual. Somente quem o lê pode entender a sua grandiosidade e depois termina assim como eu, sem palavras para o descrever, tal o deslumbramento que esta obra pode causar nas almas já despertas para a Grande Busca.

Deus te abençoe pela tua cura. E não pela cura do corpo, pois essa se reflete somente nessa vida transitória e de ilusões. Quem se cura e não desperta para a Verdadeira Vida... nada conquistou... Para este, a cura não teve valia, a não ser para acalmar o seu próprio ego, ainda escravo dos desejos humanos. Mas, no teu caso, ocorreu o despertar e a cura da própria alma, que é eterna e te propiciará uma caminhada completamente instigante e de muita felicidade para o futuro. Aproveita bem a benção que recebeste do Criador dos Mundos.  “A cada um é dado segundo as suas obras”. Apenas recebeste de acordo com a semeadura de tua nova consciência.

Roger Responde 153 – O poder transformador e curativo do verdadeiro despertar da consciência

153 – Pergunta (19/11/2012): Roger, meu querido e amado irmão, fiz uma cirurgia no final do ano passado para retirada de um tumor cancerígeno. Depois disso fiz quimioterapia e diversos tratamentos complementares. Nesse meio tempo, eu descobri  os seus livros “por acaso” e comecei a lê-los, de forma ávida, um após o outro. Me tornei outra pessoa. Os conceitos que aprendi de Hermes e de você mudaram a minha forma de pensar de um jeito marcante. Pensei estar curada, mas, mesmo assim, em agosto o câncer voltou de forma mais agressiva. O meu médico recomendou uma nova cirurgia o mais rápido possível  para a remoção das áreas afetadas, antes que se alastrasse mais. Mas tivemos que esperar porque o meu sistema imunológico estava enfraquecido e o nível de plaquetas no sangue não atingia o  mínimo necessário para a cirurgia. Mesmo com a volta da doença, não me abalei. Enquanto isso, eu  segui com as minhas leituras de teus livros para acalmar o meu coração. Até que chegou em minhas mãos o último deles: o “Universalismo Crístico Avançado”. Não sei dizer o que me aconteceu desde então… Parece que eu o lia em outra dimensão… na dimensão do espírito…. acompanhando vivamente os teus passos nessa incrível jornada. Isto fez com que eu sentisse energias divinas brotando do fundo de minha alma, como nunca havia sentido antes… Terminei a leitura nos amoráveis braços de Jesus, assim como fez o nosso adorável Fiel. Por fim, neste abençoado estado de espírito, recuperei o meu sistema imunológico e fiquei apta para a cirurgia. O meu médico realizou novos exames para ver como trabalharia melhor a área afetada. E então algo incrível aconteceu: Roger, todo o câncer havia desaparecido, como se nunca tivesse existido! O meu médico ficou estarrecido. Sem palavras… Ele quer que eu faça novos exames, mas eu sei… Estou digitando essa carta com lágrimas nos olhos e mãos trêmulas, pois recebi a notícia há poucas horas… Não sei se estou sonhando ou acordada… Estou em estado de graça… Deus seja louvado…. Por isso preciso te perguntar:  Como isso ocorreu? Que milagre foi esse? Foi intervenção de Hermes? Ou do abraço de Jesus ao final da leitura? Seus livros tem o poder de curar?Ou será efeito da Vibração Coletiva do Universalismo Crístico que acompanho todas as quartas-feiras? Li que Hermes disse que os participantes recebem bênçãos curativas. Diga-me, por favor, para eu divulgar com ainda mais fervor essa “boa nova” do Universalismo Crístico por todo o reino de meu amado Deus! Quero que todos que sofrem (como eu sofri) sejam abençoados pelas palavras do “Deus Vivo” que fluem pelas tuas mãos abençoadas, querido irmão. Deus lhe dê em dobro tudo o que você tem feito por nós. O que você faz por nós, seus irmãos, jamais teremos como pagar. Sei disso! Portanto, saiba que você fará parte de minhas orações diárias até o último de meus dias nessa vida. É o mínimo que posso fazer.

Roger: Querida amiga e irmã, esta certamente é a pergunta mais emocionante que recebi desde o início do espaço “Roger Responde” no final de 2009. Deus sabe a alegria que sinto nesse momento em te dizer que não foi os nossos livros, nem Hermes, nem Jesus quem te curou. Foi simplesmente tu mesmo que realizaste a cura ao se permitir despertar para verdadeira consciência e compreensão do objetivo da vida. Eis o misterioso poder da fé e da aquisição da sincera espiritualização!

Todavia, os nossos livros e, principalmente o último, “Universalismo Crístico Avançado”, merecem sim o reconhecimento por serem “detonadores psíquicos” que causam o despertar das pessoas, fazendo com que floresça em suas almas o “Cristo interno” que lá se encontra adormecido. A profunda expansão da consciência provocada pelo nosso livro mais recente é o que leva as pessoas a esse estado de espírito em que te encontras; e, nessa sintonia, tudo de bom certamente começa a acontecer… Por isso, precisamos divulgar mais e mais este trabalho do qual sou apenas um canal do Mais Alto. Chegou o momento. É a hora de estabelecermos a “Nova Era” na Terra. Vamos juntos mudar a consciência coletiva do nosso planeta!

Eu sabia que o livro “Universalismo Crístico Avançado” seria mágico, pela intensidade de cada capítulo e por seu desfecho magistral com o Grande Mestre. Mas não tinha ainda imaginado que ele teria tamanho poder de mobilizar as forças internas dos leitores para promover um “milagre” dessa magnitude. Isto é algo realmente maravilhoso! É difícil até mesmo falar sobre o conteúdo de teu depoimento… Assim como é difícil falar sobre o conteúdo deste livro… Agora, que eu saí do profundo mergulho que realizei junto com Hermes para realizá-lo, é que passo a enxergar “de fora” toda a beleza desse profundo tratado de saber e amor espiritual. Somente quem o lê pode entender a sua grandiosidade e depois termina assim como eu, sem palavras para o descrever, tal o deslumbramento que esta obra pode causar nas almas já despertas para a Grande Busca.

Deus te abençoe pela tua cura. E não pela cura do corpo, pois essa se reflete somente nessa vida transitória e de ilusões. Quem se cura e não desperta para a Verdadeira Vida… nada conquistou… Para este, a cura não teve valia, a não ser para acalmar o seu próprio ego, ainda escravo dos desejos humanos. Mas, no teu caso, ocorreu o despertar e a cura da própria alma, que é eterna e te propiciará uma caminhada completamente instigante e de muita felicidade para o futuro. Aproveita bem a benção que recebeste do Criador dos Mundos.  “A cada um é dado segundo as suas obras”. Apenas recebeste de acordo com a semeadura de tua nova consciência.

Roger Responde 093 – A magia pode se tornar uma força poderosa e destrutiva em mãos despreparadas

093 – Pergunta (26/09/2011): Roger, será que você pode me esclarecer sobre a triangulação ocorrida, em seu livro Atlântida no Reino das Trevas, conjuntamente, quando se fazia entre vocês cinco para a manipulação da energia vril? Quem sabe Hermes possa através de você, me esclarecer sobre “encaixes triangulares”, pois foi isso que certo dia eu “ouvi”, com a minha mente. Na época foi me mostrado um filme, em que usava-se os quatros elementos. Logo em seguida em sonho me vi pairando sobre a esfinge do Egito, vendo-a perfeitamente desde a cabeça por inteiro. Sinto que lá há um portal, e sei que posso acioná-lo. É por esse motivo que me identifiquei com seus escritos. Assim também me mostraram as três pirâmides, eu olhava para elas, como se tivesse vendo-as de frente, e em seguida vi uma estrela cadente vir em direção da primeira. Por esses motivos que peço à você uma orientação, porque onde resido não encontrei alguém que pudesse me orientar sobre esses assuntos. Mais uma vez, agradeço pelo carinho e atenção. Se de alguma forma puder obter algum esclarecimento ficarei imensamente grata. Moro no interior do estado de São Paulo e certos assuntos sei que por enquanto não devo comentar por não encontrar confiança.

Roger:  Tenho recebido vários e-mails a respeito dos rituais de magia utilizados na extinta Atlântida, principalmente sobre a magia de aprisionamento através do círculo, narrada no capítulo 11, “Reunião das trevas”, do livro “Atlântida – no reino das trevas” e essa citada pela leitora, onde Andrey, Sol e Lua estabeleciam um triangulo interno e Andrey, Ryu e Arnach faziam o mesmo de forma externa, montando um “duplo triângulo” de forças para manipular o Vril e assim obterem um poder máximo nos embates narrados no livro. Sem contar perguntas sobre a “suástica invertida” de Hitler, entre outras informações sobre a sinistra “sociedade Vril” durante o triste período da segunda guerra mundial.

No entanto, por ordem expressa de Hermes, não posso revelar nenhuma informação além das que já foram relatadas no livro. O objetivo de nosso trabalho é, e sempre foi, de cunho filosófico, convidando os leitores a uma reflexão íntima com o objetivo de mudarem suas atitudes e pensamentos, através de uma real conscientização de que rumo estão seguindo em suas vidas. Ler e interpretar o conjunto de virtudes espirituais necessários para a nossa evolução é muito simples. Contudo, verdadeiramente compreendê-las e aplicá-las é algo muito difícil. Por esse motivo procuramos relatar essas informações pelo campo racional e emocional em nossas narrativas, com o objetivo de ajudar o leitor a despertar sua própria consciência.

As informações do campo da magia são apenas curiosidades ou elementos que podem se tornar uma força poderosa e destrutiva em mãos despreparadas. A única magia que devemos dominar nesse período delicado que estamos vivendo rumo à Nova Era, é a magia do amor e do respeito aos nossos semelhantes. Esse é o objetivo de todo o nosso trabalho: despertar consciências para que possamos todos juntos caminhar em direção ao amor que o Cristo nos ensinou.

Roger Responde 069 – Transição planetária

069 – Pergunta (11/04/2011): Amigo Roger, parabéns novamente por sua última obra. Já li todos os seus livros, e o que mais me fascina é a facilidade com que você transmite as informações. É uma linguagem ao mesmo tempo simples e completa, de fácil compreensão mas rica em detalhes. Aproveito a oportunidade para lhe perguntar: Estamos adentrando numa Nova Era, como muitos já comentam. Filmes, livros e programas de televisão falam sobre o fim do mundo como o conhecemos, falam dos Maias, I Ching e tudo mais. Ramatís nas  obras de Hercilio Maes também comenta sobre o Planeta X, ou o Chupão. Os espíritas também. E você, qual  sua opinião sobre o assunto? Leio suas respostas em seu site, e vejo que você espera a partir de 2012 energias positivas para a Terra. Mas  como fica o tão esperado planeta Chupão, ou melhor, a separação do Joio e do Trigo, como aconteceu com você ( e comigo provavelmente ) na época de Capela? Não está para breve? Eu considero ter bons conhecimentos sobre o lado espiritual, a ciência e a ordem das coisas, apesar de usar esse conhecimento com pouca sabedoria. Entretanto, não tenho muita percepção mediúnica, nunca vi ou ouvi espíritos, apesar de acreditar que em muitos casos fui intuído. E é por essa intuição que acho que uma mudança radical irá ocorrer em breve, não só espiritualmente nas novas encarnações da Terra, mas fisicamente no Globo. Isso já ocorreu várias vezes, e acredito que  ocorrerá novamente, e em breve. Você não tem essa impressão?

Roger:  Obrigado pelo apoio ao nosso trabalho. Falamos sobre essas questões no nosso livro “A Nova Era – Orientações espirituais para o terceiro milênio”, durante todo o terceiro capítulo: “O exílio planetário e o seu objetivo”. Nesse capítulo falamos sobre o astro intruso e as transformações para a nova era. Somente não aprofundamos as questões mais apocalípticas porque esse não é o objetivo de nosso trabalho. O foco central de nossa mensagem é convidar os leitores a uma reforma íntima, ou seja, uma mudança de consciência. Creio que relatar catástrofes apenas atiça a curiosidade e pouco contribui para a sincera mudança interna das pessoas.

Mas, aqueles que tiverem olhos para ver, perceberão que muito do que é relatado nos livros já está acontecendo. Desde os impactos na atmosfera física e espiritual de nosso planeta até a gradual verticalização de seu eixo. E acreditamos que esses acontecimentos irão se intensificar, mesmo após a entrada da “era da Luz” em 2012. Esses são dois fenômenos complementares, mas de natureza oposta. A entrada no cinturão de fótons propiciará uma sintonia mais plena e favorável aqueles que serão eleitos, mas isso não impedirá que os habitantes da Terra resgatem os seus carmas coletivos. Na década de 2030 provavelmente ocorrerão as maiores tragédias, época em que passará bem próximo à Terra o asteroide Apophis. Após esse período, a humanidade terrena começará a subir definitivamente o seu padrão vibratório, permitindo-nos vislumbrar a futura Terra dos eleitos do Cristo, tão sabiamente profetizada por Jesus, quando nos disse: Bem aventurados os mansos, porque eles herdarão a Terra.

 

Roger Responde 048 – O UC e o conceito de amor incondicional, livre do apego.

048 – Pergunta (15/11/2010): Isto é mais um relato do que uma pergunta, mas, intuí que seria útil. Quando o Universalismo Crístico surgiu em meu caminho, serviu como gatilho para inúmeros disparos de consciência, e o primeiro livro que li foi o próprio “Universalismo Crístico – O Futuro das Religiões”. O que mais marcou minha vida a partir daquele momento foi o conceito “Amor/Apego”, eu achava que vivia um relacionamento feliz, eram muitas brigas, ciúmes, discussões infrutíferas, picuinhas de almas presas aos grilhões da condicionalidade. Quando li o livro, tentei empregar o conceito do “amor incondicional”, a minha noiva ficava louca quando queria brigar e eu me forçava a manter-me sereno, dizendo que me recusava que nosso relacionamento se mantivesse tão imaturo, tudo o que eu me disciplinava a falar e sentir era o bom sentimento do carinho. E me mantive assim durante meses, eu vibrava para que ela entendesse isso, sem forçar, esperando o tempo necessário das mudanças, até que ela leu o U.C e compreendeu o porque do que eu estava fazendo. Hoje, caminhamos juntos, ajudando-nos mutuamente em nossa evoluções, sempre nos disciplinando para o caminho do bem. Somos muito felizes. Então eu sou grato ao U.C, e a você Roger, por nos fornecer esse gatilho de evolução. Respeitar o tempo de evolução de cada um, não é abandoná-lo a mercê de seus obscuros sentimentos, nossa mente tem muito poder de auxílio, paciência e emanação luminosa ajudam, ainda mais com a força da transformadora era de Aquário.

Roger: Realmente essa não é uma pergunta, mas concordo com a tua intuição, é um depoimento útil a todos nós. Eis o objetivo de nosso trabalho. Todas as dificuldades não são nada comparadas com a alegria de receber relatos como esse, ou, então, de um presidiário que diz ter-se transformado com a leitura do livro “Sob o Signo de Aquário”, ou do adolescente que abandonou as drogas ao ler o livro “A história de um anjo”, ou aquele leitor que viajou ao Egito depois de ler o Akhenaton, e descobriu um novo sentido para sua vida, etc, etc…

O entendimento do conceito “amor/apego” é tão fundamental para a nossa verdadeira compreensão do amor que, em nossas palestras de divulgação do Universalismo Crístico, para embasar melhor o primeiro dos três princípios do UC, narramos a maravilhosa história de Jesus, chamada “No caminho do amor”, que foi originalmente psicografada por Chico Xavier, no livro “Contos e Apólogos, (irmão X), e a reproduzimos em nosso livro “Sob o Signo de Aquário – Narrações sobre viagens astrais”. Nesse texto, Jesus nos mostra, com seu brilhantismo habitual, as duas faces do amor: a primeira baseada no apego e no desejo, fruto dos caprichos egoístas de almas infantis. A segunda, que é a personificação de Deus, é o amor doação, aquele que somente as almas em busca da luz conquistam e compreendem.

Estamos vivendo um momento especial na história da humanidade. Uma nova consciência está surgindo. O ingresso da humanidade na “era de Aquário” simboliza a necessária mudança na forma como devemos empreender nossa evolução espiritual. É o fim da era da submissão aos dogmas religiosos alienantes; e o início da busca consciente de Espiritualidade. Feliz daquele que compreende isso e empreende a sua caminhada rumo à autoiluminação consciente.

Roger Responde 041 – O despertar da consciência e o distanciamento que provoca.

041- Pergunta (27/09/2010): Desde que li o livro Universalismo Crístico a minha forma de ver o mundo mudou radicalmente. Já tinha lido vários livros espíritas e de outras religiões. Mas parecia que eles eram apenas um doce refresco para a minha alma. E assim eu ia levando a minha vida sem maiores reflexões. Como se as leituras fossem apenas novelas para eu me distrair. Mas lendo o livro Universalismo Crístico e os demais que você publicou, tudo mudou para mim. Não consigo mais ver o mundo da forma de antes. As coisas que me interessavam antes passaram a ser tão pequenas; as que me divertiam, agora parecem tão bobas. E o pior, o meu marido não está me acompanhando nessa nova forma de ver o mundo e está agindo de forma revoltada e negativa, condenando-me por eu ter mudado. Peço a ele que me acompanhe, mas ele diz que essas ideias são coisas de louco e que eu deveria pensar menos e aproveitar mais o nosso privilegiado padrão de vida. Mas não posso mais… Pouco a pouco nos distanciamos. Sinto como se fôssemos dois estranhos sem sintonia alguma. O que você pode me dizer para me ajudar? Estou muito aflita.

Roger: A pergunta dessa semana é de cunho pessoal. No entanto, devido ao significativo números de e-mails que tenho recebido com essa mesma questão, resolvi respondê-lo de forma geral, porque talvez atenda a necessidade de outras pessoas que estejam passando pelo mesma situação, mas que sintam receio em se expor. Os nossos livros tem realmente uma proposta diferenciada que é percebida por “aqueles que tem olhos para ver e ouvidos para ouvir”, como disse-nos Jesus. Eles vão muito além de histórias românticas e despretensiosas. O caráter reflexivo da mensagem coordenada por Hermes, abre novos horizontes, provocando o despertamento daqueles que estão prontos e somente aguardavam que o “gatilho” em suas consciências fosse destravado. Infelizmente nossos cônjuges muitas vezes não estão preparados para essa súbita ampliação da consciência, provocando desentendimentos e a perda da afinidade do casal.

A partir dessa situação, podemos entender, então, o que Jesus desejava dizer quando afirmou: “Vim para lançar fogo a Terra; e que é o que desejo senão que ele se acenda?… Julgais que eu tenha vindo trazer paz à Terra? Não, eu vos afirmo; ao contrário, vim trazer a divisão. (LUCAS, cap. XII, vv. 49 a 51.)” A divisão é a natural separação entre aqueles que compreendem a nova revelação e aqueles que desejam manter-se escravizados ao velho estilo de vida, materialista e alienante. Mas no futuro todos se congraçarão na mudança, assim como ocorre hoje em dia com a mensagem de amor universal de Jesus, que, independente das religiões, tornou-se exemplo de civilidade entre os homens. E isso é mais comum do que se pensa. Inclusive, justamente no livro Universalismo Crístico, isso é relatado. O pai do iluminado Rafael desperta logo no início da obra, mas a sua mãe mantém-se na cegueira espiritual, até o momento final do livro, quando também sofre um maravilhoso insight e liberta-se da ignorância espiritual.

Mesmo sendo assim, não podemos condenar o cônjuge que mantém-se irredutível em seu processo de mudança. Lembrem-se que quando o casamento ou a união ocorreu, pensávamos como ele, e por isso aceitamos o projeto de vida em comum. Logo, condená-lo agora por não aceitar uma mudança que ainda não compreende, é injusto. Devemos respeitar o tempo das pessoas. Almas despertam de dentro para fora, e não ao contrário. Nada faz-nos mudar, a não ser uma revelação interna, a partir de nossas experiências acumuladas no decorrer do tempo, e em seu devido tempo. Um fruto não pode ser colhido antes de amadurecer.

Cabe a aquele que despertou, portanto, decidir, se deseja aguardar um despertamento futuro do cônjuge, trabalhando silenciosamente para isso, ou então optar por seguir sua trilha evolutiva por outros caminhos. Na minha opinião, o casamento não é indissolúvel. Quando as almas se separam por um significativo período, distanciando-se definitivamente, sem sintonia de ideais e sem afinidade, é porque o casamento já acabou. Mas deve permanecer sempre o afeto e o amor mútuo, principalmente se existirem filhos que sejam frutos dessa união.

Roger Responde 031 – Livro Atlântida No Reino das Trevas mais reflexivo, menos doutrinário.

031- Pergunta 1/5 (19/07/2010): “Roger, com a conclusão do livro “Atlântida – No reino das Trevas”, nós, da equipe do projeto Universalismo Crístico, que já tivemos a oportunidade de ler o livro para desenvolver a capa, auxiliar na revisão dos textos, etc., gostaríamos de fazer uma série de cinco perguntas sobre o novo livro. Nessa primeira pergunta, gostaríamos de saber o que você espera da reação dos leitores sobre a mudança de perfil dos livros, distanciando-se cada vez mais do formato tradicional dos livros espíritas, ou seja, menos doutrinário e mais reflexivo. Como você vê isso e como espera que seja a reação dos leitores a essa nova obra que, ao nosso entender, é simplesmente extraordinária, eletrizante do princípio ao fim, e apresenta uma linguagem mais universal, atendendo a outros públicos?

Roger: O livro “Atlântida – No reino da Luz” consolidou uma nova orientação já implementada na obra “Universalismo Crístico – O futuro das religiões”. Como eu já havia afirmado em outra oportunidade, todos os livros anteriores ao livro UC foram elaborados com a finalidade de construir uma “ponte” que levasse os leitores da “velha” para a “nova” forma de pensar sobre Espiritualidade. Desde os nossos primeiros trabalhos, eu e Hermes afirmamos, também, que jamais “choveríamos no molhado”. Não perderíamos o precioso tempo dos leitores para falar o que já foi dito em outras obras, apenas trocando o nome das personagens ou, então, criando uma nova nomenclatura para dizer as mesmas coisas que já foram ditas no passado. Tomamos por base algumas informações já consolidadas, com a finalidade de situar o leitor, mas sempre procurando trazer algo inovador sobre determinado tema, com o objetivo de atender às necessidades iminentes da Nova Era.

Mesmo assim, recebi algumas críticas de leitores, que me acusaram de estar mais preocupado em enaltecer o meu ego do que narrar os acontecimentos que são o foco central dos livros. O que posso dizer a esses leitores é que o novo livro somente vai intensificar ainda mais essa tendência. Entretanto, convido-os a lê-lo, pois é um livro realmente notável sobre a Atlântida. As questões em aberto no volume 1 são explicadas nesse livro, fazendo com que 80% da história do continente perdido seja entendida nesse desfecho. O Atlântida 2 naturalmente é muito mais informativo, pois ele é a grande apoteose, o momento em que as coisas se revelam. O Atlântida 1 tem a finalidade de inserir o leitor no contexto e narrar brevemente a época de ouro dos atlantes. Tenho a ousadia de dizer que jamais foi escrito algo semelhante e com tantos detalhes reveladores sobre a Atlântida e o início de nossa atual civilização.

O volume 2, mesmo relatando um período trevoso, é rico em ensinamentos de alta profundidade espiritual, de forma elegante mesmo quando relata as ações do lado negro. Fiquem tranquilos quanto a isso. O livro é agradável até mesmo para os mais sensíveis e não é demasiadamente pesado, como os livros desse gênero. Pelo contrário, os levará, em certos momentos, a elevados sentimentos de amor e admiração pela beleza da obra de Deus, que rege tanto a luz, como as trevas.

Nesse livro, o leitor terá a oportunidade de ver uma outra visão sobre as trevas e perceberá que eles não são nossos inimigos odiosos, e sim nossos irmãos, filhos do mesmo Pai, vibrando ainda em uma outra sintonia, que não está, assim, tão distante da nossa. As vezes, a nossa arrogância nos faz pensar que estamos à altura dos espíritos iluminados e que devemos aprender somente com eles, mas, na verdade, os espíritos da linha negra tem muito a nos ensinar, através do exemplo do que não devemos fazer e também pelo seu conhecimento. Reflexões como as apresentadas nesse livro nos fazem ver que agimos, em muitas ocasiões, como eles, mas o nosso ego nos cega e não permite-nos perceber isso. O livro “Atlântida – No reino das Trevas” é uma aula de reflexão interior. Preparem-se para uma viagem ainda mais profunda e indagadora do que a do volume 1.

E gostaria que todos os leitores da fase do livro “A história de um anjo” nos seguissem nessa caminhada, porém, isso não depende de mim. Temos que seguir a nossa jornada e respeitar o livre arbítrio dos outros. É necessário cumprir as determinações de Hermes. E como ele mesmo diz no prefácio do livro Universalismo Crístico: “Todo aquele que deseja ser livre e busca procurar a verdade por suas próprias mãos, sendo senhor de seu próprio destino, que nos siga nas próximas páginas…” Ou seja, nos siga nos próximos livros!

O que nos deixa feliz é que, mesmo perdendo alguns leitores mais ortodoxos e presos a “velha forma de pensar”, mesmo assim, mais e mais pessoas despertam para o Universalismo Crístico, crescendo exponencialmente o número de adeptos da “nova forma de pensar”, independente de crenças religiosas sectárias. Essa é a essência de nossa tarefa! Fico feliz em saber que estamos atingindo o nosso objetivo, que é utilizar a linguagem e as narrativas certas para a forma de compreensão espiritual das novas gerações. Se elas mostrarem que estamos no caminho certo, então continuaremos nesse mesmo ritmo e direção, firmes e confiantes na assistência da Alta Espiritualidade.

Roger Responde 027 – Retorno financeiro dos livros publicados.

027- Pergunta (21/06/2010): Também adoro os seus livros! É uma nova e maravilhosa forma de abordar o tema Espiritualidade, de maneira moderna e clara. Eu gostaria de saber o que você faz com o dinheiro que recebe da venda dos livros? Já são quase nove títulos. Deve trazer um bom retorno financeiro. Existe algum projeto espiritual ao qual você destina esses valores?

Roger: Mais uma vez, obrigado pelo apoio de todos vocês ao nosso trabalho. É isso que nos dá forças para continuarmos nessa abençoada tarefa de divulgar as Verdades Imortais. O coordenador espiritual de nossos trabalhos, Hermes, definiu, desde a publicação de nosso primeiro livro, “A história de um anjo”, que todos os direitos autorais de nossos livros devem ficar sob o meu poder para trabalharmos na divulgação do Universalismo Crístico e, posteriormente, quando a visão espiritual do futuro estiver implantada, criarmos uma grande instituição com o objetivo de educar e espiritualizar as novas gerações. Nossas crianças e adolescentes precisam disso.

Como os nossos livros não estão atrelados a nenhuma religião ou organização específica, só podemos contar com o apoio desses recursos e dos leitores que nos auxiliam no trabalho de divulgação. Por isso insistimos tanto para que todos auxiliem na divulgação. Cada nova pessoa que conhece o nosso trabalho e adquire os livros é mais um passo que podemos dar para atingirmos esse objetivo. Quem crê que o Universalismo Crístico é o caminho, precisa se empenhar para auxiliar-nos nessa difícil tarefa de tornar esse trabalho reconhecido no cenário literário de nosso país.

E mesmo com todo esse esforço conjunto, infelizmente o retorno ainda é inexpressivo. Recebemos através da venda dos livros um valor muito pequeno. Editoras, distribuidoras, lojistas, transportes, divulgações, etc… consomem quase a totalidade do valor final que o leitor paga quando adquire um livro. Como muitos sabem, somente escritores consagrados ou que tem editora própria conseguem significativo retorno, ainda mais no Brasil, que é um país que lê muito pouco. Recebemos em torno de R$1,50 por livro vendido. Quase nada. Necessitaríamos de um volume muito grande de vendas para atingirmos os objetivos traçados pela Alta Espiritualidade para atender ao projeto Universalismo Crístico na Terra.

Devido a isso, estamos inclusive estudando a possibilidade de criarmos uma ONG focada no Universalismo Crístico para custear os diversos projetos de esclarecimento espiritual que estão parados por falta de recursos. Cada dia mais pessoas estão se engajando nessa nova forma de pensar sobre Espiritualidade e desejam de alguma forma colaborar. Precisamos organizar esse amplo leque de possibilidades para que todos, da forma que for, possam dar a sua contribuição para a construção de um mundo melhor e mais espiritualizado, independente das crenças religiosas de cada um.

Roger Responde 020 – Por que a leitura de teus livros e do site do UC mexe tanto conosco?

020- Pergunta (03/05/2010): “Não sei se é normal o que sinto, mas, cada vez que leio um de seus livros, ou que leio algo no site Universalismo Crístico, sinto como se estivesse perturbado por dentro, como se estivesse ansioso por saber ou entender coisas que sinto que já sei, mas que ainda não me são compreendidas. Ou seja, sinto que tudo isso mexe com minha mente e, às vezes, me deixa em estado pensativo profundo. O que seria isso?”

Roger: O trabalho que estamos realizando sob a orientação de Hermes tem a finalidade principal, entre outras, de despertar os espíritos encarnados na Terra que já estão sintonizados com a frequência espiritual da Nova Era. A linguagem e as reflexões internas propostas no transcorrer dos textos são como mantras que atuam no âmago da alma de quem também se comprometeu no plano espiritual, antes de reencarnar, a abraçar a causa de trabalhar pela transformação do mundo para o terceiro milênio.

Feliz daquele que sente isso, porque, apesar dos conflitos iniciais que viverá por ainda não compreender bem do que se trata, em breve, se for perseverante na busca por respostas, se integrará a uma consciência cósmica superior. E o fato de sentir essa sintonia com a visão espiritual do terceiro milênio já é uma amostra de que está preparado para prosseguir reencarnando na Terra da Nova Era, trabalhando para construir um mundo melhor e desperto para a realidade da Vida Imortal. Em breve chegaremos a era da libertação da alienação espiritual em que se encontra a humanidade. Ela se tornará ciente de sua natureza espiritual, acima da vida humana.

O mundo físico não é a nossa pátria, mas sim apenas um breve local de estágio para aprendizado de nossa alma imortal. Bem aventurados os mansos e pacíficos porque estes herdarão a Terra.