Roger Responde 177 – A simbologia da história de Adão e Eva

177 – Pergunta (06/05/2013): Roger primeiramente quero lhe parabenizar por esse ótimo trabalho que tem feito, mas estou com uma dúvida, ou melhor, estou com falta de argumentos. Como eu poderia explicar para uma pessoa que Adão e Eva nunca existiram? Como eu poderia colocar a historia do povo de Capela com a história de Adão e Eva?

Roger: Em nosso livro “Atlântida – No Reino da Luz”, no primeiro capítulo, relatamos o processo de exílio dos habitantes do planeta Tríade, no sistema de Capela, para a Terra. Fato que deu origem a esta lenda que consta no livro do Genesis na Bíblia.

Primeiro deve explicar para esta pessoa que cita em tua pergunta que existem vidas em diversos mundos com a finalidade de evoluirmos e nos tornarmos espíritos iluminados, a imagem e semelhança de Deus. E estas “escolas evolutivas” estão em diferentes níveis de aprendizado. Logo, aqueles que não seguirem o progresso evolutivo de seus mundos precisam ser transferidos para mundos de acordo com o seu nível evolutivo para não atrapalhar o progresso dos demais.

Logo, os rebeldes que se negam a evoluir são exilados para mundos primitivos, assim como ocorre com o aluno que se nega a estudar e precisa repetir o “ano letivo de aprendizado”. Isto que Jesus quis dizer quando falou-nos por parábolas sobre o “juízo final”, “seleção de fim dos tempos”, “separação do joio e do trigo” etc.

Nas primeiras encarnações destes espíritos que vieram de Capela, eles passaram a sentir uma saudade inconsciente muito grande do mundo perfeito em que viveram no passado. Assim criou-se no inconsciente coletivo das primeiras gerações de nossa humanidade que havíamos mordido a maçã do pecado e tínhamos perdido o paraíso. Este foi o primeiro passo para alguém contar uma história do homem chamado Adão e a mulher chamada Eva que terminaram simbolizando todo esse processo. As lendas eram uma forma comum de se transferir aprendizado no passado. As pequenas estórias gravam muito mais na mente das pessoas do que discursos informativos. Ainda hoje é assim.

No entanto, na obra de Deus tudo é aproveitado. A função da raça dita “Adâmica” tornou-se a de auxiliar a civilizar a Terra. Já que eles eram espíritos que já tinham vivido em um mundo mais avançado e poderiam ajudar os povos primitivos de nosso planeta. Muitos rebeldes capelinos evoluíram rapidamente por aceitarem esse papel no processo de evolução da Terra. Assim puderam voltar a encarnar em Capela, recuperando o seu atraso evolutivo. Outros ficaram aqui, ou ajudando-nos a evoluir, ou ainda se rebelando e se negando a seguir pelo caminho da Luz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *