Roger Responde 129 – Qual o papel dos demais seres vivos em nossa vida?

129 – Pergunta (04/06/2012): Qual o papel dos demais seres vivos em nossa vida e como devemos fazer para respeitá-los e auxiliá-los na sua caminhada?

Roger: A consciência ecológica e a espiritual devem estar intimamente ligadas. O homem à medida que evolui espiritualmente passa a compreender a importância de amar e respeitar a Natureza integralmente, de forma sincera e verdadeira. O Universalismo Crístico é uma instituição que abrange a vida como um todo. Ele não é somente ligado às questões espirituais ou religiosas. Para obtermos uma evolução integral, não podemos dissociar as questões humanas das espirituais. Por isso apoiamos e lutamos por todas as causas que visem construir um mundo mais harmônico e voltado para o Bem, independente de crenças.

Os reinos animal e vegetal também cumprem um processo evolutivo, na condição de nossos irmãos menores, filhos do Criador, portanto devem ser amados e auxiliados em sua jornada para que atinjam o crescimento traçado para suas existências. Eles não devem ser utilizados como instrumentos de nossos caprichos egoísticos, sendo vitimas de violências e abusos que consideramos intoleráveis para com a nossa própria espécie. E isso se torna mais claro à medida que ampliamos a nossa consciência espiritual. Evoluir é amar aos nossos semelhantes e a Criação como um todo, de forma verdadeira e incondicional.

Além do mais, a destruição das matas, a poluição dos recursos naturais e a violência contra os animais estimulam vibrações energéticas negativas no planeta, alimentando as ações e intenções das ordens espirituais do mal, estimulando guerras, violências e desequilíbrios psicológicos entre os homens.

No passado remoto, quando ainda vivíamos um padrão espiritual primitivo, essas ações condiziam com a vibração espiritual da humanidade. No entanto, nos dias atuais, utilizar os animais e a Natureza como um todo de forma vil, escravizando-os e explorando-os, tanto para interesses mercantilistas como alimentares, essa atitude, a cada nova década que se passar, estimulará maiores desequilíbrios energéticos, psicológicos e emocionais em nosso planeta. Sem dúvida, à medida que a consciência planetária evoluir, atitudes de ataques e desrespeito a Natureza causarão maiores danos à harmonia de todo o ecossistema, tanto no plano físico como espiritual. Somos todos um. As agressões contra o corpo de “Gaia” refletem diretamente em nossas próprias almas. Agir assim, é como ferir a nós mesmos e, à medida, que a consciência planetária aumentar, sentiremos mais intensamente as graves consequências disso.

Amar e respeitar a Natureza, dedicar aos animais, vegetais e demais recursos naturais do planeta carinho e respeito, é semear vibrações de luz que certamente todos colheremos no futuro, através de um mundo melhor para vivermos. Se queremos um mundo pacífico e melhor para se viver, isso passa diretamente pelo respeito a todas as formas de vida do planeta. Devemos refletir sobre isso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *