Roger Responde 111 – Por que o mundo é mental?

111 – Pergunta (30/01/2012): Roger, acompanho seu trabalho desde o 1º livro “A história de um anjo”. Deve ser muito difícil, expor os nossos erros. Você é muito corajoso. Não se preocupe com as críticas. Siga em frente. O que importa é que você encontrou o caminho da luz. E está tirando a venda dos nossos olhos tão cegos para as verdades eternas.
A minha pergunta é: Porque o mundo é mental? Por favor,nos esclareça um pouco mais sobre este tema. Obrigada.

Roger: Minha querida amiga, ainda não encontrei o caminho da luz. E uma prova disso está em minhas próprias narrativas, onde relato todas as minhas dificuldades para vibrar definitivamente em sintonia com a Luz. Eu tenho sim conhecimento, contudo, com relação aos valores da alma, eu ainda estou lutando para conquistá-los, assim como toda a nossa humanidade. Procuro ser o mais honesto possível com os leitores, sempre. A vida é um grande aprendizado! Que possamos fazer dessas lições da vida o nosso caminho para a redenção espiritual, onde finalmente seremos felizes e estaremos libertos de todas as experiências de dor e sofrimento.

O mundo é mental porque o plano divino encontra-se na essência espiritual, em nossa centelha divina. A vida eterna, profetizada por Jesus e outros grandes mestres, reside no plano mental, onde não existe tempo nem espaço. Isso pode parecer estranho e complicado para nós, que estamos presos a esses paradigmas de tempo e espaço. Mas a nossa vida é que é limitada, assim como é relatado no mito da caverna de Platão. A nossa existência é apenas uma sombra da glória do reino de Deus que vai além do mundo das formas. E por que precisamos passar por esse mundo de formas? Porque somos ainda tão primitivos que precisamos ter os nossos sentidos espirituais despertados/estimulados em “estruturas de ilusão”, que é a nossa vida material.

O homem se esqueceu de sua verdadeira origem e se aprisionou ao mundo material como sendo a vida principal. Isso é uma crença tão forte, que as pessoas menos esclarecidas, ao desencarnarem, são levadas para cidades astrais que recriam plenamente o mundo material, dentro do plano espiritual. Algo ilógico. Espírito é espírito; matéria é matéria. Em algumas dessas colônias os espíritos precisam inclusive comer, beber e realizam necessidades fisiológicas, como se estivessem habitando ainda um corpo biológico de natureza material. A falta de entendimento espiritual da humanidade, tornou-a quase tão irracional quanto os animais, que desconhecem a sua natureza divina.

Tudo que realizamos no mundo físico tem origem primeiro no mundo mental, portanto, se aprendermos a desenvolver a nossa vontade, o nosso poder mental, poderemos mudar a realidade em todos os aspectos de nossas vidas. Os cinco sentidos, que cremos ser a nossa forma perfeita de interação com o mundo: visão, audição, olfato, tato e paladar, para o homem realizado espiritualmente, que já vive no plano mental, é somente um simples mecanismo de interação biológica com o mundo. Nada mais que isso. Pois ele já interage plenamente com toda a Criação na velocidade do pensamento e sem limitações, utilizando-se de sua intuição e inspiração para viver e evoluir. É a fase em que realmente nos tornamos filhos de Deus plenos e podemos finalmente “enxergar” a face de Deus.

Aquele que enxerga que o mundo é mental e está se trabalhando para conquistar o entendimento perfeito dele, logo percebe que nada lhe é impossível.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *