Vibração Coletiva do UC (26.11.2014) – Tema: “Conectar-se”

Conectar-se
Queridos irmãos de caminhada, vibremos esta semana sobre o conectar-se, estar consciente de que uma força maior nos governa e de que estar conectado a ela nos torna indivíduos melhores e mais comprometidos com a vida.
Tendo em vista a vida corrida que levamos em nosso dia-a-dia; o trânsito, os casos de violência, a falta de respeito ao próximo, fatos e tragédias que são vinculados nos veículos de informações e etc., fazem com que acabemos nos deixando desconectar desta Fonte de Luz e Abundância Divinas, que sempre nos acompanha e que sempre está disponível a nós, assim que aquietamos nossos pensamentos e nosso espírito.
O não conectar-se com esta Fonte interna e nos deixando levar pela loucura cotidiana sem um exame diário de consciência, faz com que nos desarmonizemos e abaixemos nosso padrão vibratório, surgindo assim doenças nos mais variados graus, desentendimentos, baixa autoestima, depressão e por aí vai; em grande maioria por rebeldia do espírito por não se educar, a Espiritualidade Maior junto com a Lei de Causa e Efeito, se utiliza da dor ou de dificuldades, para nos induzir a fazer o exame interno de Reforma Íntima, só que somos rebeldes e não damos atenção a estes sinais que nos é dado constantemente, então acabamos sofrendo triplicadamente por nossa teimosia e a não aceitação de nossos erros e equívocos.
Ao estarmos conectados a esta Fonte Criadora de Luz e Abundância, nosso mundo tanto interno quanto externo, fluem com toda a harmonia existente no Universo, nosso relacionamento com o próximo e com o próximo mais próximo e conosco mesmo, nos torna um receptáculo de Luz desta energia divina. Podemos então, modificar todo o cenário existente em nosso entorno, transformando assim nosso cenário pessoal e mundial.
Nosso maior investimento como espíritos que somos, é desenvolver nosso potencial de autoconhecimento interno com muito esforço, constância e dedicação, por mais dificuldades que tenhamos. E é através de toda essa dedicação conosco e respeitando nosso próximo, que poderemos assim, modificar nossas existências tanto espirituais, quanto materiais.
Por isso meus irmãos é tão necessário fazer o exame de consciência ao fim de cada dia, reservar alguns minutos para poder acessar nosso Sol interior e nos reconectar a Fonte Criadora que a tudo supre no Universo.
“A raiz do Lótus, mergulhada no barro, representa a vida material; a haste que passa através da água, simboliza a existência no mundo astral; e a flor flutuando na água e aberta para o céu é um emblema do Ser Espiritual.”
Helena P. Blavatsky
A Flor do Lótus nascendo no barro, transcende na água e se torna uma bela e cheirosa flor na superfície. Que possamos então nos conectar a nossa Fonte Criadora Divina e com todo amor, carinho e dedicação, procurar nos transcender através da reforma íntima e do exame de consciência diários, para que em um futuro próximo, nos tornemos um maravilhoso Lótus que libera um perfume maravilhoso a todos a nossa volta.
Paz e Luz a Todos!

One Response
  • maio 12, 2016

    Caro Jorge, bela introdução! Agradeço pela correção. Eu copiei de uma publicação da revista “A Ordem” na faculdade onde estudo, devo ter me distraído. Quando a achei pensei logo no Co­#lnÃio&c8230; Você falou em infalibilidade da Igreja, é isto mesmo que os tradicionalistas negam, pervertendo o dogma. Não nego que a possibilidade de existir erros em alguns documentos, mas se existem são acidentais. Falo com todas as Teologias Dogmáticas que já li ao lado que o VII não pode negar dogma e nem se opor à Tradição.

    [Reply]

    Vinny maio 12, 2016
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *