Category Vibração Coletiva

Ternura

Vamos vibrar pela ternura.

Este sentimento de sabor adocicado, que nos envolve e aconchega.

A ternura é um carinho que pode ser ofertado através de um olhar, um sorriso, um gesto. Pode ser transmitida até mesmo pela entonação da voz.

Mesmo nos momentos em que precisamos ser firmes - como na educação de uma criança preciosa, por exemplo - jamais devemos deixar de ser ternos.

A ternura ameniza todas as dores. Acalenta os corações. Envolve a alma em doce abraço.

A ternura não deve ser algo que dedicamos apenas à algumas pessoas. Deve ser uma postura de vida, permeando todos os nossos atos, palavras e pensamentos, e habitar todas as nossas interações cotidianas - sejam elas pequenas ou grandes.

Imaginemos então, esta onda acalentadora de ternura divina, preenchendo todo o nosso ser. E então, como uma corrente de luz e carinho, vamos multiplicando esta sensação, passando de irmão a irmão.

Uma corrente que vai abraçando a todos com muita ternura. Nossas crianças, nossos idosos, colegas de trabalho, governantes, irmãos que vivem na rua. Os animais e plantas de nosso planeta.

E em especial, por aqueles que ainda não descobriram a ternura neles mesmos. Possa a nossa ternura e o nosso carinho, tocá-los e despertá-los para os verdadeiros valores da vida.

Paz e Luz para todos!

Vibração Coletiva (22/06/2022) – Ternura

Ternura

Vamos vibrar pela ternura.

Este sentimento de sabor adocicado, que nos envolve e aconchega.

A ternura é um carinho que pode ser ofertado através de um olhar, um sorriso, um gesto. Pode ser transmitida até mesmo pela entonação da voz.

Mesmo nos momentos em que precisamos ser firmes – como na educação de uma criança preciosa, por exemplo – jamais devemos deixar de ser ternos.

A ternura ameniza todas as dores. Acalenta os corações. Envolve a alma em doce abraço.

A ternura não deve ser algo que dedicamos apenas à algumas pessoas. Deve ser uma postura de vida, permeando todos os nossos atos, palavras e pensamentos, e habitar todas as nossas interações cotidianas – sejam elas pequenas ou grandes.

Imaginemos então, esta onda acalentadora de ternura divina, preenchendo todo o nosso ser. E então, como uma corrente de luz e carinho, vamos multiplicando esta sensação, passando de irmão a irmão.

Uma corrente que vai abraçando a todos com muita ternura. Nossas crianças, nossos idosos, colegas de trabalho, governantes, irmãos que vivem na rua. Os animais e plantas de nosso planeta.

E em especial, por aqueles que ainda não descobriram a ternura neles mesmos. Possa a nossa ternura e o nosso carinho, tocá-los e despertá-los para os verdadeiros valores da vida.

Paz e Luz para todos!

Vibração Coletiva (15/06/2022) – Tolerância

Tolerância

Queridos(as) amigos do U.C, vamos juntos concentrar nossos pensamentos e ações na tolerância com consigo mesmo e ao nosso próximo.

“A compreensão do modo de pensar de nossos semelhantes, com o objetivo de aceitá-los com mais tolerância”.

E como seria o modo de pensar estimulado atualmente, pelas mídias, padrões e sobrevivência?

Na ideia capitalista e material como humanidade, se pensarmos nos padrões estabelecidos, como pessoas frias e robotizadas pela falta de sensibilidade e busca de interesses, status e valores, chegaremos a realidade das relações humanas atuais, quando não queremos mais a presença de uma pessoa por ela não trazer o prazer que queremos, descartamos a pessoa.

Se estudarmos esse comportamento, o que seria essa reação?

A falta de interesse em si mesmo como o excesso de egoismo, motivados por uma sociedade que valoriza a imagem mais não conteúdo, geram atitudes como essa, na qual esquecemos nosso Ser humano, e nos voltamos as relações materialistas, em que queremos algo das pessoas e se não temos da forma como queremos, pronto, essa pessoa não serve, não importando os sentimentos e nem a construção de uma relação, seja de amizade, companheirismo e ou amor.

Quando estamos doentes pela intolerância, não queremos ver ou pensar, no grande ensinamento que o Mestre Jesus nos repassou; Não faça ao teu próximo, aquilo que não gostaria que fizessem contigo”.

Nesta revelação do amado Mestre, a clareza no direcionamento que é tolerância, de sermos responsáveis por aquilo que cativamos dentro e fora de nós.  

Como já somos cientes que “a plantação é livre, mas a colheita obrigatória” dito e refletido por muitos Mestres espirituais, na tentativa de nos conscientizarmos de nossa sensibilidade espiritual, para a ação do carma em nossas atitudes e o atraso muitas vezes de nossa evolução, pela não aceitação da manifestação do amor em nossas vidas.

Vemos a importância deste preceito irmãos e irmãs de humanidade, neste momento destinado a nós para vibrar em comum ação energética, vamos mentalizar os nossos bons sentimentos para conosco, como nosso próximo, todas as pessoas que estão e passam por nossas vidas e muitas vezes não as valorizamos por nossa ignorância ou egoismo, de parar um momento para compreender o nosso próximo como a nós mesmo.

O tempo destinado a nós mesmos e ao nosso próximo, é a senda que pode fazermos ser, aquilo queremos em Ser.

Muita luz e clareza nessa vibração, para expandirmos a compreensão que muitas vezes adormece em nossas vidas!!!

Vibração Coletiva (08/06/2022) – Vigiai e Orai

Vigiai e Orai

“Vigiai e Orai” como bem nos disse nosso amado Mestre Jesus.

Meus irmãos, neste momento em que nosso amado Brasil passa por momentos tristes diante de nosso governo, é de grande importância que não tomemos reações negativas que nos afastem da Luz.

É importante que nos mantenhamos em equilíbrio. O astral inferior usa destes momentos de pura energia negativa para causar o caos e manter as mentes cativas nestas energias por muito tempo até que façamos algo para mudar isso, afetando a todos. Somos Todos Um.

Devemos sim, emanar muita energia de AMOR, UNIÃO e muita PAZ, para que a Espiritualidade Maior possa trabalhar em nosso favor, como faz dia e noite. Com energias contrárias à força do amor, fica difícil sentirmos o socorro do Alto.

Meus irmãos Muito Amor, Muito Amor e Muito Amor neste momento.

Paz e Luz a Todos!

Vibração Coletiva (01/06/2022) – Em busca da felicidade

O que é felicidade para você? O que falta em sua vida para que você seja feliz?

Caros irmãos de caminhada, nessa linda semana convidamos a todos para refletir acerca da tão famosa e almejada FELICIDADE. Observem o que vem a mente de vocês quando leem essa palavra e como que ela influencia os nossos dias e escolhas em nossa existência.

Mesmo quando corremos atrás e alcançamos o modelo de felicidade trabalhado pela sociedade atual, ainda sentiremos a presença de um vazio, sentimos a falta de algo pelo qual ainda não reconhecemos, pois não sabemos do que se trata. Esse vazio chega nos momentos de reflexão que são muito bem enquadrados quando estamos necessitando de auxílio, pois é justamente quando a dor chega que paramos para refletir no que é felicidade.

Antes de a dor chegar ela não é lembrada e ninguém sente a sua falta porque a felicidade é justamente o que sentimos quando a dor não está presente e nada mais do que isso. Viver feliz é viver em paz com a nossa consciência e com os sentimentos mais profundos do nosso eu. Procurar sempre entender que o ontem é diferente do hoje e será diferente do amanhã, que cada momento em nossa vida é único e que jamais conseguiremos esquecer tudo aquilo que passamos e que vivemos em nossa existência, tudo o que passamos faz parte de nossa bagagem que será sempre carregada junto conosco em nossas memórias. Temos que fazer dessas experiências a ponte que nos leva a sabedoria de viver com tranquilidade os nossos dias.

Os seres humanos buscam a sua felicidade nas coisas materiais, nas conquistas pessoais de cargos de trabalho e na tentativa de galgar um modelo de vida imposta, se frustram por não alcançarem o mesmo. Dizem que a felicidade para cada um é colocada de uma forma diferente, enquanto na verdade ela é a mesma para todos, pois ela só muda quando os objetivos das pessoas são puramente materiais. Isso não quer dizer que não devemos ter sonhos, sim devemos tê-los e procurar alcançá-los, afinal, é isso que nos move em nossa jornada terrena. Se nada buscamos alcançar, como evoluiremos? Sem sonhos não sairemos do lugar, mas não podemos esquecer que não precisamos de nada a mais do que temos HOJE, AGORA nesse exato momento, para sermos felizes. Nós já temos tudo o que precisamos nessa jornada para sermos felizes, basta que mudemos o ângulo de nossas visões. Precisamos entender que para ser feliz não é necessário TER nada e sim SER, buscar ser alguém melhor a cada dia para si mesmo e para o nosso próximo, valorizar tudo o que a vida nos proporciona e esquecer os modelos impostos, só assim poderemos alcançar a tão sonhada felicidade aqui na TERRA.

A felicidade mora nas pequenas coisas do nosso dia-a-dia, devemos agradecer cada segundo de nossa existência e mesmo aqueles momentos em que consideramos estar passando por algum sofrimento, pois são eles que nos farão crescer e colocar em prática tudo o que a nossa fé permitir, além do principal que ela pode nos trazer, que é a identificação do que é a felicidade, pois ninguém saberá o que é felicidade sem antes passar pela dor.

Paz e Luz a todos!

Em Busca da Felicidade

O que é felicidade para você? O que falta em sua vida para que você seja feliz?

Caros irmãos de caminhada, nessa linda semana convidamos a todos para refletir acerca da tão famosa e almejada FELICIDADE. Observem o que vem a mente de vocês quando leem essa palavra e como que ela influencia os nossos dias e escolhas em nossa existência.

Mesmo quando corremos atrás e alcançamos o modelo de felicidade trabalhado pela sociedade atual, ainda sentiremos a presença de um vazio, sentimos a falta de algo pelo qual ainda não reconhecemos, pois não sabemos do que se trata. Esse vazio chega nos momentos de reflexão que são muito bem enquadrados quando estamos necessitando de auxílio, pois é justamente quando a dor chega que paramos para refletir no que é felicidade.

Antes de a dor chegar ela não é lembrada e ninguém sente a sua falta porque a felicidade é justamente o que sentimos quando a dor não está presente e nada mais do que isso. Viver feliz é viver em paz com a nossa consciência e com os sentimentos mais profundos do nosso eu. Procurar sempre entender que o ontem é diferente do hoje e será diferente do amanhã, que cada momento em nossa vida é único e que jamais conseguiremos esquecer tudo aquilo que passamos e que vivemos em nossa existência, tudo o que passamos faz parte de nossa bagagem que será sempre carregada junto conosco em nossas memórias. Temos que fazer dessas experiências a ponte que nos leva a sabedoria de viver com tranquilidade os nossos dias.

Os seres humanos buscam a sua felicidade nas coisas materiais, nas conquistas pessoais de cargos de trabalho e na tentativa de galgar um modelo de vida imposta, se frustram por não alcançarem o mesmo. Dizem que a felicidade para cada um é colocada de uma forma diferente, enquanto na verdade ela é a mesma para todos, pois ela só muda quando os objetivos das pessoas são puramente materiais. Isso não quer dizer que não devemos ter sonhos, sim devemos tê-los e procurar alcançá-los, afinal, é isso que nos move em nossa jornada terrena. Se nada buscamos alcançar, como evoluiremos? Sem sonhos não sairemos do lugar, mas não podemos esquecer que não precisamos de nada a mais do que temos HOJE, AGORA nesse exato momento, para sermos felizes. Nós já temos tudo o que precisamos nessa jornada para sermos felizes, basta que mudemos o ângulo de nossas visões. Precisamos entender que para ser feliz não é necessário TER nada e sim SER, buscar ser alguém melhor a cada dia para si mesmo e para o nosso próximo, valorizar tudo o que a vida nos proporciona e esquecer os modelos impostos, só assim poderemos alcançar a tão sonhada felicidade aqui na TERRA.

A felicidade mora nas pequenas coisas do nosso dia-a-dia, devemos agradecer cada segundo de nossa existência e mesmo aqueles momentos em que consideramos estar passando por algum sofrimento, pois são eles que nos farão crescer e colocar em prática tudo o que a nossa fé permitir, além do principal que ela pode nos trazer, que é a identificação do que é a felicidade, pois ninguém saberá o que é felicidade sem antes passar pela dor.

Paz e Luz a todos!

Vibração Coletiva (25/05/2022) – Crenças negativas

Crenças Negativas

Nessa semana vamos meditar sobre as nossas crenças negativas, e como elas nos afetam e determinam nossas vidas.

Os ensinamentos que nos foram passados pelos nossos pais e nossos familiares em nosso desenvolvimento como crianças nos influenciaram em nossa forma de pensar sobre a vida e o mundo a nossa volta quando nos tornamos adultos.

Sabemos que o meio familiar em que reencarnamos é onde construímos nossas primeiras bases morais, juntamente com nossas crenças pessoais. Se crescemos dentro de um lar onde predominava o medo, a ideia do fracasso, do derrotismo, da falta de fé, da falta de recursos financeiros e etc., é muito provável que estas ideias que nos foram passadas por nossos familiares nos tenham afetado de forma muito negativa, atrapalhando e dificultando nossa existência, pois através de nossos pensamentos atrairemos mais destas crenças aumentando a desarmonia em nossa volta. Quando acreditamos que somos fracassados ou temos qualquer outra crença limitante, emitimos toda uma energia condizente com o que acreditamos, e como tudo é energia no universo, ele nos responderá com aquilo que emitimos; e quando isso acontece acabamos culpando Deus de nossa má sorte ou as pessoas que convivem conosco, por causa de nossos maus pensamentos e crenças distorcidas, quando apenas uma pequena mudança de perspectiva é o que basta.

Ao mudarmos nosso foco das crenças negativas, começamos a visualizar todo um universo de abundância que está ao nosso alcance e percebemos o quanto perdemos tempo e oportunidades por pensarmos equivocadamente. E quando começamos a seguir no fluxo abundante do universo, portas que antes julgávamos fechadas para nós se abrem escancaradamente em nossa direção e a surpresa se faz imensa.

E com esta nova descoberta de potencialidade do espírito em conjunto com as forças do universo, tentamos alertar nossos familiares e pessoas próximas deste novo mundo que se abriu para nós, mas infelizmente elas não conseguem nos entender pois, ainda não dominaram suas crenças negativas e julgam estarem corretas em suas opiniões a respeito da vida.

Então, irmãos, quais as crenças que estamos alimentando em nosso interior e passando para nossos filhos, para que o nosso caminhar evolutivo se faça mais harmonioso e mais feliz?

“A mente que se abre a uma nova ideia jamais retornará ao seu tamanho original.”

Albert Einstein

Paz e Luz a Todos!

Vibração Coletiva (18/05/2022) – Humanidade

Humanidade

A nossa humanidade em toda sua trajetória de vida, busca soluções para suas dificuldades de sobrevivência e forma de coexistir.

No mundo antigo buscávamos, por uma caverna quente e comida, no mundo atual através do trabalho, por uma boa casa, alimentação e lazer, o grande diferencial de antes e agora, é o lazer, “o motivo para tudo acontecer”.

O lazer nos faz trabalhar incessantemente para tê-lo, na hora que quisermos. Mesmo assim, poucos o conseguem dessa forma. E mesmo o tendo, falta algo mais, a solução para a humanidade não chega, todos querem, poucos tem, muitos sofrem, não há uma solução, já que o lazer é um descanso para o excesso de exigências de uma humanidade que, “trabalha por tempo e não tem tempo para se trabalhar”, ou seja, se autoconhecer.

Desde os primórdios da humanidade, a primeira concepção conhecida é o território, “minha cerca, sua cerca” a marca do seu e do meu e junto com isso, muitos problemas.

A organização é o que nos faz sair do caos, porém junto a organização existe as desigualdades pela falta de maturidade da cidadania e cooperação.

O que liberta? Sermos únicos naquilo que fazemos e reter “o poder de saber apenas em nós”, ou ter várias pessoas que “sabem aquilo que fazemos”, e nos ajudam a melhorar e elevar “aquilo que sabemos fazer”.

A Cooperação, o Compartilhar, o Repasse, fazem com que muitos, não sejam apenas muitos, mas muitos que se entreajudam, para ser todos.

Uma reflexão, a liberdade é nós sermos livres de nossas responsabilidades? Ou a liberdade está em ter a responsabilidade e saber o que fazer com ela?

A grande prova para humanidade, a liberdade humana, sermos, permitindo que todos sejam.

Nessa reflexão, que não é única verdade, mas um ângulo de visão, compartilhando com os irmãos, vamos mentalizar juntos, para buscarmos nossa liberdade, nas soluções para humanidade.

Que nesse momento todos nós juntos, possamos pensar em “mente coletiva” para que os(as) educadores, as donas de casa, os cientistas, os lixeiros, os políticos, as executivas, os padeiros, os médicos, as secretárias, todos os profissionais das áreas aceitas ou não socialmente, possam onde quer que estejam, encontrar soluções para sua humanidade, nossa humanidade.

O todo de um oceano começa por uma gota, sejamos a gota do oceano de soluções para nossa humanidade individual e coletiva.

Muita luz, paz e esperança na confiança, que aquilo que fazemos pode mudar o “nosso mundo” se perseverarmos para que assim seja!

Vibração Coletiva (11/05/2022) – Confiança

Confiança

A confiança é delicada flor, que escolhemos entregar a alguns eleitos, na expectativa de que cuidarão dela com desvelo e lealdade. Sua beleza é proporcional à sua delicadeza; uma vez enfraquecida, dificilmente podemos recuperá-la. Os mais extremistas dizem até mesmo ser impossível… Mas nada é impossível no terreno fértil do amor e da compreensão.

Se sentimos que a pessoa a quem confiamos nossa flor a negligenciou em seus cuidados; se percebemos o ressentimento e o amargor da decepção invadirem nosso jardim; e se concluímos finalmente que jamais poderemos confiar nosso coração novamente a essa pessoa… Paremos por uns instantes, meus queridos.

Antes que o fel torne o solo de teu coração terreno árido, pare por um instante e coloque-se no lugar de teu jardineiro negligente.

Estava ele realmente preparado para a tarefa que o confiou? Tinha consciência das formas de rega e poda; sabia ele das expectativas de teu coração?  Seriam estas expectativas justas, ou demasiado altas para qualquer ser humano. Talvez  tenhamos injustamente esperado que ele fosse o mais hábil dos jardineiros, esperamos dele a perfeição inatingível…

E então, um dia, nossa flor não foi regada como gostaríamos. Não foi levada ao sol pelo tempo que esperamos. Não recebeu o adubo que imaginamos. E assim julgamos essa flor ter sido completamente esquecida, negligenciada, magoada…

Como voltar a confiar em alguém a quem entregamos esta flor preciosa – seja no formato de amizade, amor, desvelo, entrega… – e que a despedaçou? Nossa natural reação de autopreservação é jamais deixar esta pessoa entrar em nosso jardim novamente.

No entanto, quantas vezes será que não fomos nós o jardineiro negligente? Quantas pessoas já decepcionamos – muitas delas sem sequer termos nos dado conta? Quantas belas flores deixamos morrer?

E ao reconhecer o erro, não gostaria de uma nova oportunidade de fazer melhor, de ser mais diligente, mais amoroso, mais cuidadoso?

Por outro lado, quantos de nós somos capazes de conceder esta segunda chance? Quantos de nós tem a coragem de esquecer a decepção e deixar entrar novamente em nosso jardim aquela mesma pessoa que pisou em nossas flores de alegria?

Dessa maneira, o grande mérito não está em confiar. Que mérito existe em confiar em quem nunca nos magoou?

A verdadeira virtude está no perdão. Está em conceder uma segunda chance. Em confiar novamente.

E não há melhor adubo para a bela flor do amor, que o perdão.

Ao vibrar esta noite pela confiança, vamos dar um passo além e vibrar pelo perdão. Vibrar pela coragem de tentar novamente.

Vibrar pela gratidão daqueles que receberam uma segunda chance, um segundo voto de confiança.

Vibrar para que num futuro não muito distante, existam mais flores e menos aridez; mais sorrisos que lágrimas; mais abraços que separações; mais reencontros que desencontros.

Paz e Luz!

Vibração Coletiva (04/05/2022) – A missão da maternidade

A Missão da Maternidade

Amados irmãos, no próximo domingo, dia  08 de maio, nossa sociedade celebrará o dia das Mães, período festejado e esperado por grande parte das famílias terrenas. Momento no qual dedicamos parte de nosso dia para homenagearmos e demonstrarmos nosso carinho e gratidão por nossas queridas mães, que aceitaram como missão receber-nos como seus filhos. Propomos para que nessa Vibração Coletiva reflitamos acerca da sublime tarefa da maternidade, e da grandeza, da responsabilidade e da importância em exercer com maestria a missão destinada a todas as mães, através dos desígnios de Nosso Amado Senhor.

A partir de uma maior compreensão a cerca da Vida Maior, provinda da confiança na reencarnação e da certeza de que aqui nos encontramos momentaneamente, com missões individuais que assumimos em um momento pretérito, torna-se claro, do ponto de vista espiritual, o papel a ser desempenhado pelas mulheres através da maternidade. Ressaltamos neste momento, que quando nos referimos a maternidade, englobamos aqui não somente os laços de sangue, mas também, os laços de afeto daquelas mães que possuem filhos de coração.

Através da vontade de Nosso Amado Pai, que deseja ver todos os Seus filhos ascendendo em Sua direção, permite que através da maternidade, se possa dar continuidade à vida, contribuindo assim com a construção e com a evolução da humanidade. Para tanto, Deus ofereceu à mulher o dom de gerar um novo ser, pondo no coração de cada mãe a sagrada essência da vida e da forma do amor mais puro que o homem, em seu estágio evolutivo, pode compreender.

O ato de ser mãe é uma das mais belas e responsáveis tarefas que o espírito pode desempenhar enquanto encarnado, aos olhos do Pai. Todo o planejamento é realizado muito antes da vinda de um novo ser, e a partir dos laços de sangue, unem-se novamente espíritos há muito conhecidos, amores ou desafetos, para uma nova oportunidade de reconciliação, aprendizagem e crescimento mútuo.

A elevada missão da maternidade permite, portanto, o reencontro, possibilitando que a mãe, através do amor incondicional por seu filho, ofereça-o o melhor de si para a sua evolução. Porém, a tarefa é árdua, e necessita de muito amor e sabedoria, assim como tantos outros predicados, tais como a dedicação, a renúncia e o altruísmo, que permitirão com que a missão das mães conclua-se com louvor.

Aqui nos remetemos também aos deveres da mãe para com o filho. Deve ela exercer o papel de mestra, orientando-lhe o melhor caminho, compreendendo suas dificuldades, aceitando suas limitações, permitindo-lhe tomar suas decisões, respeitando seu livre arbítrio, e sendo amorosa, porém rigorosa para com a educação moral de seu filho.

Temos na educação a principal tarefa das mães, assim como também dos pais, ou dos responsáveis pelos seres que deles dependem para desenvolver-se. A maior missão destes é o de formar com dignidade seus filhos, apresentando-lhes, desde a mais tenra idade, os valores espirituais e morais, que no futuro, os auxiliarão a conquistar uma conduta honrosa e respeitável.  

Que possamos então, emanar energias salutares de amor e compaixão por todas as mãezinhas que cumprem com abnegação a tarefa de conduzir um ser para o caminho da luz. Mentalizemos agora, mesmo que falte-nos a lembrança devido ao véu do esquecimento, as inúmeras mães que nos acolheram em seus braços, nas diversas encarnações pelas quais já vivenciamos, e a elas dediquemos toda a nossa gratidão. Por fim, dissipemos por nosso amado planeta a luz da consciência, que ela possa visitar cada casa, e o coração de todas as mães e de todas as famílias que possuem a missão de encaminhar nossas crianças e jovens, para juntos formarmos um mundo consciente e de elevados valores morais e espirituais!

Paz e luz a todos!

Vibração Coletiva (27/04/2022) – A magia do trabalho

A Magia do Trabalho

Aprender a trabalhar em equipe quer dizer que nos tornamos seres mais tolerantes, mais amorosos e com mais um degrau alcançado de nosso processo evolutivo. Isso quer dizer que aprendemos a dominar o nosso ego em favor do bem viver com todos os que estão a nossa volta. Entendemos que ninguém faz nada sozinho, e que um depende do outro para que possamos viver em sociedade. Por menor valor que você possa dar a uma profissão ou uma tarefa determinada, se você refletir, vai perceber que aquele ser faria muita falta se não existisse e verá o quanto está interligado a você e ao seu dia-a-dia. Convidamos a todos nessa semana a refletir sobre a magia do trabalho em nosso cotidiano.

Precisamos nos sentirmos úteis e ter um valor na sociedade, se isso não ocorre, o risco de nos tornarmos pessoas depressivas é imenso. Toda ocupação útil é um trabalho, não precisamos necessariamente ter um emprego remunerado, mas podemos auxiliar nossa família e a sociedade de diversas maneiras. Ajudar nas tarefas domésticas, de modo a aliviar o peso de quem já trabalha na rua, batalhando pelo ganha pão da família é um ótimo exemplo de ajudar em casa assim como para a coletividade em geral os trabalhos voluntários em instituições são um bálsamo de luz para qualquer grupo, pois quem trabalha por amor contribui não só com as tarefas palpáveis da instituição, mas como para o equilíbrio das energias do ambiente que frequenta.

O trabalho foi criado para que o homem não se perdesse em seus vícios, para que pudesse desenvolver a sua inteligência e as suas capacidades morais. Com o nível de evolução terrena em que nos encontramos, se as pessoas não precisassem trabalhar, hoje em dia teríamos a oportunidade de conhecer o “inferno” na terra.

Com o passar dos anos, a sociedade se modifica e homem desenvolve desejos e necessidades para que todos tenham uma ocupação. Cada objeto, cada alimento, enfim, qualquer matéria que interagimos durante o nosso dia, possui uma história, uma vida, que passou por muitas pessoas antes de chegar até nós. O computador, celular ou até os óculos, que nesse momento lhe proporcionam essa leitura, a roupa que você está vestido, o local onde você está, tudo tem uma história que o interliga com muitas outras pessoas. Você provavelmente tem dentro de sua casa ou no ambiente em que trabalha, objetos que foram fabricados em outros países, advindos de outra cultura, que passaram pelas mãos de pessoas que você nem conhece e que nem ao menos falam a sua língua.

Olhe ao seu redor e reflita sobre a história de pelo menos dois objetos que você possui e necessita no seu dia-a-dia. Faça essa viagem e depois pergunte a si mesmo… Se o carteiro não viesse entregar as minhas cartas, o que aconteceria? E se os lixeiros não existissem? E se os padeiros não quisessem mais fazer o pão? E se os supermercados fechassem? E se as empresas fechassem? E se a tecnologia não existisse? … Viva nesse instante um momento de gratidão a todas essas pessoas que passaram e passam diariamente pelo processo de desenvolvimento de tudo que você possui para auxiliar no seu dia, porque você precisa deles, assim como eles precisam de você!

Deus tem um plano para cada um de nós, há tantas coisas que não sabemos e não entendemos. Por isso, temos que trabalhar a humildade para reconhecermos que somos muito ignorantes perante a grande obra do Criador, mas sem perder a consciência de que todos somos importantes para que tudo aconteça.

Pai de infinita bondade nos permita auxiliar no seu plano divino e cumprir a sua vontade de nos tornarmos seres de luz, para que um dia possamos nos unir em um só coração, onde nosso único trabalho seja o de amar ao Senhor sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos! Obrigada por mais essa oportunidade!!!

Paz e luz a todos!!!

Vibração Coletiva (20/04/2022) – Poluições mentais

Poluições Mentais

Irmãos nesta semana falaremos sobre Poluição Mental: Em qual sintonia tenho vibrado ultimamente? Em que direção tenho levado minha mente com mais frequência? Quais os tipos de música que tenho escutado? Quais as parcerias que tenho atraído para a minha vida no geral? Quais os sentimentos que tenho cultivado com frequência? São estas e tantas perguntas que deveríamos nos fazer diariamente. “Vigiai e Orai para não caíres em tentação”, como bem nos alertou nosso amado Mestre Jesus.

Toda a forma de pensamento é uma energia que você manda para o Universo, e dependendo desta força e da vibração que ela é emitida, afeta o nosso mundo de uma forma geral, basta tomarmos como exemplo a Vibração Coletiva do Universalismo Crístico, que ocorre toda quarta-feira das 22h às 22h15, ao qual enviamos energias salutares e benéficas ao planeta em que vivemos e seus habitantes. Um passe, um Reiki, uma oração sincera e de coração, todo o bem que desejamos a nós e ao nosso próximo, é uma boa energia que muito provavelmente irá beneficiá-lo e consequentemente esta boa energia vibrará para todos em nossa volta e retornará para nós novamente, pois estamos todos ligados, gerando assim harmonia entre nós, nossa sociedade e o planeta. Com isso atrairemos a simpatia de espíritos benevolentes e mentores espirituais interessados em nosso progresso moral, em nos tornarmos melhores.

Agora se estamos desarmonizados, vibrando energias de desamor ao nosso próximo, ouvindo músicas de baixa vibração, vendo pornografia e vulgaridades, levando uma vida leviana, tirando vantagens de nosso próximo, nos envolvendo em brigas e confusões, reclamando de tudo e de todos, vibrando em energias de caos e tragédias, com medo de assaltos e outras formas de desarmonia íntima, com toda a certeza o universo responderá na mesma proporção vibratória, e além de afetar nossa vida individualmente, afeta também o nosso próximo que também por falta de vigilância está na mesma faixa vibratória de alienação, virando assim um círculo vicioso que afeta o meio em que vivemos, nossa cultura e nossa sociedade.

É importante fazermos nossa autoanálise para tomarmos ciência do padrão vibratório em que estamos, e vermos se não estamos afetando o nosso próximo, pois além disso estamos atraindo para as nossas vidas irmãozinhos desencarnados que estão na mesma faixa vibratória que nós, com os mesmos vícios e propósitos que estivermos vibrando para o Universo. Somos seres vibracionais e qualquer brecha que dermos, nossos irmãos desencarnados se aproveitam para produzir o caos. Vigilância sempre.

Quando nos percebermos desarmonizados e vibrando em faixas mais baixas, procuremos nos silenciar, fazer uma oração, meditar, colocar uma música calma que nos eleve o espírito e nos ajude a elevar o nosso padrão vibratório novamente, juntamente com afirmações positivas de bem querer com a vida e com todos a nossa volta. Logo os efeitos serão constatados; a alegria, a harmonia, o bem viver coletivo, a vida fluindo abundantemente harmoniosa, seguindo mais rapidamente para o novo mundo que queremos ver surgir a nossa volta.

Ótima semana a todos, muita Paz e Luz!

← Previous Page