Vibração Coletiva (28/09/2016) – Consumismo

Consumismo

Meus irmãos, nesta semana focaremos os nossos pensamentos e vibrações para mentalizarmos acerca dos vícios de consumo.

Vivemos em um período em que o “Ter” está sobrepujando o “Ser”, as pessoas estão mais preocupadas em ter o último aparelho tecnológico, o último carro do ano, as últimas tendências de mercado e com isso vão se alienando cada vez mais naquilo que não eleva a alma, o fazendo desligar-se da verdadeira essência em que o tornará uma alma um pouco mais evoluída de quando aqui neste mundo tridimensional chegaste quando reencarnou.

É comum vermos as pessoas se afundando em gastos materiais desnecessários para preencher suas ânsias e seus vazios internos, extravasam comprando o que poderiam gastar suas energias para ajudar aos irmãos menos favorecidos ou em algo para deixar este mundo um pouco melhor quando daqui partir.

Vale lembrar que não é errado possuir os bens materiais, pois se eles existem e a espiritualidade libera para que usufruamos, é porque se torna apenas um material de apoio que nos ajudará enquanto estagiamos nesta escola terrestre em nosso período expiatório. É como se o aluno fosse para a escola, e desse mais importância ao seu material escolar do que ao professor que lhe ensina o conteúdo que o fará crescer moralmente e espiritualmente.

Devemos nos perguntar sempre quando estivermos a ponto de gastarmos com algo que certamente será um supérfluo, “Eu realmente preciso gastar com isso?”, “O que eu possuo não está servindo mais?”, “O quê internamente está me faltando, e que está me fazendo gastar com isso?”, “Beneficiará outras pessoas também?” e assim por diante.

Meditarmos quando formos gastar ou empreender em algo, e fazendo escolhas conscientes que não impacte negativamente em nosso ecossistema e que prejudique o próximo.

O mundo material está aqui para nos servir e não nós servirmos a ele.

Alienarmo-nos com o que não nos engrandecerá a alma nos fará estacionarmos no caminho evolutivo de nos tornarmos espíritos melhores.

Concentremo-nos em amealharmos tesouros internos que a ferrugem não corrói e a traça não come a aqueles que são perecíveis com tempo e que o pó leva embora.

Reflitamos meus irmãos, como estamos nos relacionando com o mundo material que nos cerca e com aquilo que está em nossas mãos para nos auxiliar nesta etapa de aprendizado neste mundo. Está positivo ou está negativo?

Paz e Luz para Todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *