Vibração Coletiva (16/08/2017) – Valores Familiares

Valores Familiares

Queridos irmãos, quando passamos a enxergar o meio familiar que nos foi proporcionado com um novo olhar, sabendo valorizá-lo, podemos então começar a refletir sobre os verdadeiros valores que encontramos na família e que devem ser trabalhados e enaltecidos dentro de nossos lares. Convidamos a todos para que nessa semana direcionem seus pensamentos para uma maior reflexão acerca da família e de seus valores, que tanto podem auxiliar em nosso crescimento íntimo, na compreensão de nosso próximo e em uma maior harmonia na convivência com nossos irmãos.

Deus nos dá na família as bases de nossa formação moral, e é nela que serão polidas as hastes de nossas imperfeições e onde desenvolveremos nossas aptidões e nos conheceremos melhor, já que é geralmente em nosso lar que mostramos realmente quem somos de verdade, sem máscaras. Se analisarmos o comportamento que temos diante de nossos familiares, com certeza poderemos descobrir muitas hastes a serem podadas, corrigindo assim um grande número de deficiências que estão arraigadas em nosso íntimo.

A instituição familiar tem como alicerce principal a união: a união das diferenças e das semelhanças. Das diferenças, pois é formada por seres únicos, que trazem em suas bagagens espirituais experiências muito particulares; das semelhanças porque se estamos hoje unidos pelos laços consanguíneos é devido a ligações que temos de um tempo passado, que nos são desconhecidos por hora, onde dividimos experiências que agora nos aproximam novamente para aprendermos mais uns com os outros.

A convivência em família é uma oportunidade sublime que o espírito recebe como contribuição para o seu aperfeiçoamento. Na família aprendemos valores que nos alimentam a alma de forma singular e que marcam nossa caminhada eternamente. Em nosso lar temos a oportunidade diária de desenvolvermos em nosso íntimo valores nobres e elevados, pois situações se apresentam a todo instante. Devemos ser motivados pela tolerância quando um familiar fizer ou disser algo que não concordamos, deixando assim o nosso orgulho e o nosso ego de lado. Carecemos identificar suas virtudes, valorizando-as, ao invés de nos preocuparmos em ressaltar somente suas limitações. Necessitamos sermos menos exigentes com o próximo, respeitando o temperamento de cada um, já que sabemos que temos muito a melhorar.

Na família aprendemos a dividir nosso afeto, nosso tempo, nossos bens materiais, em benefício ao outro, tornando-nos mais caridosos. É com os mais próximos que cultivamos a união, pois a tendo em nosso lar todas as dificuldades tornam-se menores já que contamos com o apoio e o esforço de todos.  Aprimoramos também a solidariedade e a solicitude, nos colocando de prontidão para servir e auxiliar um ente que necessita de nossa atenção.

Devemos ter a certeza de que Nosso Pai nos uniu em família com um grande propósito, e sabemos que não importa quais sejam as dificuldades e deficiências a se melhorar, todos caminhamos com um único objetivo: o encontro da Luz.  Somente obteremos êxito em nossa caminhada se soubermos aproveitar cada oportunidade divina que recebermos para nos aprimorarmos, e a família que nos foi oferecida é parte fundamental desse presente de Deus.

Façamos então a nossa parte, plantando sementes de amor no âmago de nossos companheiros, através de bons exemplos, para que no futuro todos possam frutificar o amor em seu íntimo. Tenhamos a convicção de que um dia a semente do bem germinará e colherá os frutos do amor que a eles dispensamos.

Paz e Luz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *