Vibração Coletiva (13/01/2016) – Somos todos um

Somos todos um

Todos os homens foram divinamente criados, igualmente, simples e ignorantes. Todos partiram do mesmo princípio, e todos rumam para o mesmo ponto de chegada. Somos perfectíveis, e possuímos igual aptidão para tudo adquirirmos e tudo conhecermos. Dispomos do livre arbítrio, o que nos torna diferentes, já que temos o poder da escolha e da mudança dos nossos caminhos. Dessa forma, cada um de nós ruma por trilhas diferentes e encontra-se em níveis distintos de elevação moral e intelectual. Porém, naturalmente, um dia nos encontraremos, já compreendendo a filosofia divina, com o amor preenchendo nossas almas, e assim seremos um, unidos ao nosso Pai de infinita bondade.

Convidamos nossos amados irmãos para que nessa semana concentrem seus pensamentos e energias salutares em direção a união fraternal de toda a humanidade, visando o despertar da consciência de cada ser humano, para que ampliem suas visões e compreendam que cada um de nós fazemos parte de uma única família universal. Que a visão embaçada promovida pela ignorância e o preconceito possa ser corrigida com as lentes da sabedoria e da compreensão, para que todos enxerguem que o único caminho é o do bem, o do amor e o do respeito integrais a cada ser.

Quando compreendermos verdadeiramente a máxima “Amar ao próximo como a nós mesmos”, sentiremos vibrar em nosso íntimo a força unificadora provinda de nosso Pai Maior. Para exercitarmos essa máxima, precisaremos vivenciar diariamente o desprendimento de nossos preconceitos, aceitando, respeitando e compreendendo as diferenças daqueles que nos cercam, englobando e realizando o que significa o elevado conceito de alteridade.

No lugar de tentarmos mudar as pessoas, e não aceitar seu modo de pensar e suas atitudes, procure entender seus motivos e limitações, e aceite-a como ela é. Inverta seu pensamento, veja que você não possui capacidade para mudar o outro, mas que ao contrário, você possui plena capacidade de mudar a sua forma de pensar, de agir e de sentir. Este é o segredo da harmonia do bem conviver.

Não podemos jamais mudar alguém, para que se torne quem queríamos que esse alguém fosse, porém, podemos auxiliá-lo em seu despertar, colocando-nos na posição de “educadores”, tendo a visão de que sempre podemos passar ensinamentos as outras pessoas. Todos nós temos a responsabilidade de auxiliarmos os irmãos que nos cercam, estendendo caridosamente nossas mãos, e a primeira e melhor forma de ajudar é dando nosso exemplo, através das nossas atitudes e palavras. Entretanto, devemos ter sempre a humildade em saber que assim como podemos ensinar, também estamos sempre na posição de alunos, aprendendo lições de crescimento e amadurecimento, provindas de quaisquer pessoas.

Tenhamos a certeza de que quando o ser humano compreender a força que há na união, perceberá que mesmo entre tantas diferenças somos todos iguais, aprenderá a respeitar e conviver com as diversidades, para assim construirmos um mundo de amor, estaremos aí rumando no caminho reto, no caminho que nos leva ao nosso Pai. Encontraremos a felicidade na Terra quando o homem perceber que o auxílio recíproco é o recurso de que precisamos para conquistarmos o equilíbrio entre todos. Enquanto existir discriminações, segregações, intolerâncias, ganância pelo poder e tantas discrepâncias sociais, ainda teremos dor e sofrimento, até o dia do inevitável despertar.

Acredite sempre no poder dos pequenos gestos de bondade e de amor, pois por mais insignificantes que possam parecer, são como notas musicais da grande sinfonia da vida vibrando no universo.

Assuma parte dessa grande orquestra do amor universal contribuindo como puder, pois juntos somos mais fortes, somos um!

Paz e Luz a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *