Roger Responde 242 – Alimentação vegetariana e o preconceito com relação às pessoas que comem carne.

242 – Pergunta (22/09/2014):  Roger, eu nunca tinha ouvido falar do Universalismo Crístico, mas quando entrei no site, sem querer, acabei gostando de tudo que li… Inclusive pretendo adquirir seus livros para estudo. Entretanto, eu gostaria de lhe pedir licença para fazer uma pergunta um tanto indiscreta, mas que não quer calar… Você é vegetariano? Pergunto isso porque, sendo você um gaúcho, deve adorar um churrasco… Mas na minha consciência, só podemos ser Crísticos de verdade se amarmos igualmente tudo o que há na natureza, incluindo-se é claro, os animais…

De qualquer forma, fico muito feliz pelo ensinamento que você está passando…

Roger: Bom dia, querido amigo, fico feliz em ver que várias pessoas estão “ouvindo falar” do Universalismo Crístico. Em um mundo com tantas opções e informações, como o que vivemos atualmente, é uma grande alegria percebermos que estamos conseguindo projetar este ideal que resume a essência de todas as religiões e todo o saber espiritual. Sobre a pergunta dirigida diretamente a mim, diria que sou um vegetariano sem preconceito. Apesar de ser gaúcho, não gosto de churrasco. Acho uma comida pesada, de difícil digestão e de uma vibração que prejudica os nossos campos sensoriais. E por incrível que possa parecer, os melhores restaurantes vegetarianos do Brasil, na minha opinião, estão em Porto Alegre. Melhores tanto na comida quanto no preço. Perto do meu trabalho existem diversos restaurantes vegetarianos fantásticos. O que facilita optar por essa alimentação mais saudável.

Entretanto, não tenho preconceito com quem come carne e jamais os ofendo quando vou almoçar ou jantar em suas casas. Até mesmo quando sou convidado a jantar em restaurantes que não possui outra opção, aceito sem problemas. Até mesmo porque aprecio, eventualmente, um bom peixe e até mesmo comidas feitas com aves. Procuro evitar de me alimentar de mamíferos, que são seres que já se encontram em um nível de consciência mais avançado e registram de forma intensa dor e sofrimento. Aves e peixes possuem cérebros apenas instintivos. Já a alma grupo dos mamíferos interage de forma mais profunda com seus cérebros que possuem razoável desenvolvimento do sistema límbico. Isto torna mais intensa e dolorosa a experiência dos abates. Basta ver que os mamíferos expressam sentimentos e, inclusive, choram e riem.

Respeito o excessivo amor de algumas pessoas a tudo que há na natureza, mas somos almas em evolução e é natural que o processo de evolução nesse quesito também ocorra de forma gradual. Respeito e apoio o trabalho de conscientização dos vegetarianos, mas desaprovo algumas atitudes agressivas e desrespeitosas para com aqueles que comem carnes e não comungam de seus ideais. O respeito e o amor são fundamentais para a construção de um mundo novo. Devemos respeitar a opção de nossos irmãos. É imprescindível defender nossas ideias sempre com gentileza e respeito. Assim como Jesus fez ao jamais condenar a alimentação de seus discípulos e dos costumes hebraicos. Na santa ceia teve um cordeiro na mesa. Mas Jesus o dispensou com gentileza e educação. Se Jesus visitasse as nossas casas, Ele nunca atacaria a bagunça moral e espiritual em que vivemos. Faria como fez em toda a sua vida humana, dar-nos-ia o seu bom e generoso exemplo. Quando viveu no mundo físico, Ele percebeu que era mais importante mudar a consciência humana para o amor e deixar que a reflexão evolutiva fizesse o resto.

A evolução espiritual passa primeiro pelo que “sai de nossa boca” e depois segue pelo “que entra em nossa boca”. Precisamos antes adquirir um bom coração e bons valores. Quando o homem aprender a amar verdadeiramente os seus semelhantes, terá dado um importante passo para entrar em outro nível evolutivo. Neste momento, a alimentação carnívora passará a se tornar algo do passado, naturalmente, sem brigas e desavenças entre os homens.

9 Responses
  • Igor Campos
    set 22, 2014

    Uma das melhores elucidações que já li sobre o assunto.

    Parabéns pelo trabalho, Roger.

    Abraço!!!

    [Reply]

    cleusa maria campos Reply:

    A sua resposta vai ajudar muitas pessoas com certeza, pois, essa dúvida sobre os mamíferos eu também tinha e te agradeço muito pela elucidação.
    Que Deus te abençoe sempre para que possa continuar nos esclarecendo.

    Abraço carinhoso

    [Reply]

    Igor Campos set 22, 2014
    Responder
  • Riquíssima explicação irmão Roger !!! Parabéns.

    Eu também sou gaúcho ( e gremista )… já fazem muitos anos que estou
    reduzindo a alimentação carnívora, num processo gradual….confesso que
    as vezes é difícil, trago em mim a cultura gaúcha e italiana, mas já
    reduzi aproximadamente 80 %.
    Comungo integralmente com o Roger, que cada um de nós irá deixar a alimentação
    carnívora no seu devido tempo….- nem antes nem depois – ….respeito acima de tudo.

    Abraço fraternal
    Luz e Paz

    Arceni.

    [Reply]

    Responder
  • Marcos Ogata
    set 22, 2014

    Concordo que devemos adquirir um bom coração e bons valores, mas como fazer isso se a carne entrega vibrações que prejudicam os nossos campos sensoriais e assim atrapalha que alcancemos esse bom coração.

    Acredito que isso poderia ser aceitável na época de Jesus, quando então era época da semeadura, mas agora bem próximos da época da colheita…

    Talvez seja necessário uma visão mais enérgica, que chame mais a atenção da humanidade.

    Agora quanto ao preconceito seja ele qual for não é bem vindo.

    [Reply]

    Marcos Ogata set 22, 2014
    Responder
  • set 22, 2014

    Chico Xavier comia carne …. houve algum Médium mais evoluído do que ele ?

    Ramatís condena a alimentação carnívora….

    As pessoas entram nos restaurantes vegetarianos…se dizem vegetarianas…etc…

    Pensam que estão usufruindo de alimentos totalmente Orgânicos ????

    consomem….toneladas,…e mais Toneladas de Agrotóxicos para dentro de seus
    Organismos ….. E o final é igual a centenas de tipos de câncer !!!

    O Brasil é o país que mais usa agrotóxicos …alimentos que chegam ao consumidor
    final extramente Nocivos ao nosso organismo !!!!!

    Ë claro,….óbvio que a alimentação Vegetariana é primordial ao corpo físico e espiritual,..
    desde que seja de cultivo sem…………… agrotóxicos !!!!

    [Reply]

    Marcos Ogata Reply:

    Chico Xavier não veio ao mundo para ser modelo a ser seguido, Veio para fortalecer a fé do povo. Quem veio ao mundo para ser exemplo foi Jesus e que além de médium, não comia carne.

    E existe longa diferença entre condenar algo e não ser a favor de algo. Ramatís não condena a alimentação carnívora, apenas defende a ideia de que tal comportamento é mais adequado aos homens das cavernas dos que aos homens que se dizem civilizados.

    Ramatís, o Espiritismo e até mesmo a Bíblia estão repletos de exemplos de que a dieta a base de carne não favorece o contado com Deus. A Bíblia pede o jejum para facilitar as comunicações com Deus. Enquanto o Espiritismo e Ramatís nos esclarecem que uma dieta a base de carne nos coloca em contato com vibrações de baixo nível.

    É preciso vibrar alto para conseguir manter contato com Deus e seus seletos mensageiros.

    Agora é de se entender também que a baixa vibração da dieta de carne jamais conseguiria abalar a poderosa vibração da alma de Chico Xavier e de tantos outros exemplos de alta virtude.

    Mas que dizer do povo em geral que ainda não atingiu as altas capacidades de vibração da alma, com certeza serão afetados pelas vibrações baixas da dieta de carne.

    Enquanto Chico Xavier poderia ser comparado a uma fogueira que não se apaga com um sopro, o povo pode ser comparado com velas acesas que o mais simples suspiro pode abalar a chama da vela…

    E se o Amor é comparado com a Luz e com a Chama…
    E se a vibração deletéria da dieta carnívora abala essa chama…
    Como esperar o Amor dominar o coração das pessoas antes dos homens se tornarem todos vegetarianos… Mais certo seria levar o entendimento aos homens para que todos protejam suas velas e permitam que sua luz da vela se torne grande farol…

    [Reply]

    ricardo iran set 22, 2014
    Responder
  • Fhernanda
    set 22, 2014

    Adorei sua colocação sobre o tema, também concordo, devemos respeitar o grau de evolução de cada um…abraços!

    [Reply]

    Fhernanda set 22, 2014
    Responder
  • Patricia
    out 6, 2014

    Na minha opinião, dizer que devemos ser vegetarianos/veganos para podermos evoluir é colocar o carro na frente dos bois.
    À medida que nos tornamos mais conscientes de que somos todos um, que fazemos parte de um todo e que não estamos separados, o amor e a compaixão farão naturalmente a nossa dieta ser mais amorosa também.
    Neste estágio em que nos encontramos, é mais fácil fazer escolhas exteriores, como o que comer, o que beber, que exercício fazer e assim achamos que estamos mais evoluídos.
    Escolhas internas requerem mais esforço pq não estamos acostumados com isso e as mudanças são mais sutis, não temos a aprovação do exterior para comparar, parece que nada mudou.
    Por isso acho que essa situação é “botar a mão no vespeiro”. Eu mesma em algum momento já senti culpa por comer carne e derivados. E cheguei à conclusão que culpa não leva a nada. O importante é ter consciência de que tudo tem seu tempo e devemos evoluir de maneira natural e equilibrada, sem ficar nos extremos.

    [Reply]

    Patricia out 6, 2014
    Responder
  • Eduardo
    out 30, 2014

    Eu pessoalmente parei de comer carne em 2000 após visitar um abatedouro. Vi a dor e o sofrimento daqueles indefesos animais e senti na alma o sofrimento que o meu dinheiro por muitos anos ajudou a financiar.
    Por amor aos animais decidi parar de comer carne de animais de 4 patas (todos mamíferos). Na medida que fui estudando, parei de comer frangos. Hoje não sinto falta nenhuma e me sinto muito melhor, sendo que raramente fico doente. Não fiz por questões de saúde, mas por não concordar com morte alheia e o nível de atraso moral que eu me encontrava.
    Evito ao máximo comprar artigos que contenham couro pois não basta não comer carne, mas o consumo de artigos animais em geral também contribuem com a mortandade desenfreada de seres inocentes.
    Um exemplo do nosso atraso moral, é a comemoração do nascimento de cristo banhado à sangue derramado em milhares de abatedouros espalhados pelo mundo. Natal é a época que mais se abate animais no planeta.
    Cada um sabe de si, eu apenas faço a minha parte.

    [Reply]

    Eduardo out 30, 2014
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *