Roger Responde 032 – Qual o papel das gêmeas Sol e Lua no futuro livro Atlântida No Reino das Trevas

032- Pergunta 2/5 (26/07/2010): Temos recebido dezenas de e-mails com um mesmo questionamento. O que poderia nos adiantar sobre as fantásticas gêmeas, Sol e Lua? Elas, em sua rápida aparição no livro “Atlântida – No reino da Luz”, impressionaram os leitores com suas personalidades cativantes. Você poderia falar sobre a participação delas no novo livro? Percebe-se uma grande energia nelas já no volume 1, prenunciando uma participação brilhante na sequencia da narrativa.

Roger: Sim. As gêmeas no volume 2 passam de coadjuvantes a protagonistas da narrativa. O livro “Atlântida – No reino das Trevas”, após o interessante capítulo introdutório, inicia-se vinte anos depois da morte de Evelyn. As gêmeas, naquela época, já eram duas jovens de 25 anos e terão uma atuação envolvente e com profunda personalidade na sequencia da história. Elas faziam parte do pequeno grupo de últimos atlantes que nasceram com poder sobre o Vril, fato que tornou-as peças fundamentais durante os acontecimentos que levaram a Atlântida ao seu trágico destino.

Inclusive, é difícil dizer qual personagem é mais expressivo no “Atlântida – No reino das Trevas”. Atlas, Gadeir, Andrey, Arnach, Sol e Lua, todos tem participações marcantes e profundamente reflexivas e psicológicas, provocando fortes sensações e questionamentos internos nos leitores. Essa é a proposta do livro. Acredito que as gêmeas tocarão especialmente as mulheres, pois elas têm um perfil muito atraente e idealizado, não só por serem mulheres deslumbrantes, mas, também, por serem sábias e poderosas, algo que é o sonho íntimo de muitas mulheres.

Contudo, apesar de entender a curiosidade e ansiedade de alguns leitores por informações a respeito delas, creio que antecipar informações prejudicaria a surpresa e o ineditismo da leitura, portanto prefiro não trazer muitos detalhes a respeito desse assunto. Apenas posso garantir-lhes que elas terão participação ativa até a última página do livro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *