Roger Responde 280 – Saí da reunião mediúnica que frequentava há vários anos. Isto traz algum comprometimento para mim?

280 – Pergunta (09/11/2015):  Gostaria de fazer uma pergunta pessoal. Saí da reunião mediúnica que frequentava há vários anos. Isto traz algum comprometimento para mim? Fiz consciente que era o que queria fazer, mas as vezes sinto culpa. Você poderia me dar uma orientação. Ficarei muito grata. Um grande abraço li todos os seus livros e gostei muito. É como se eu tivesse encontrado o que sempre procurava. Obrigada, valeu muito. Vida nova. Abraços.

Roger: Esta é uma pergunta pessoal, como diz a leitora, mas creio que seja de interesse geral. As religiões, algumas vezes, procuram criar um “clima de culpa” para quem abandona a militância direta. Inclusive, no meio espírita existem trabalhadores que dizem para todas as pessoas que procuram o Centro que elas possuem mediunidade e precisam desenvolver, integrando-se aos trabalhos da Casa, para assim resolverem os seus problemas pessoais.

Certamente, mediunidade todos possuímos, em menor ou maior grau. Mas creio que mais importante que desenvolver mediunidade ou trabalhar com afinco dentro das religiões é a necessidade de expandirmos a nossa consciência espiritual, através do estudo, do entendimento dos valores espirituais e da meditação. Cultuar rituais religiosos é algo que deve ficar em um segundo plano. Aquele que desenvolve a sua consciência espiritual adquire o equilíbrio e a sabedoria para atuar em nome de Deus onde for necessário. Entretanto, isso não deve se tornar uma prisão ou uma obrigação. É preciso trabalhar em nome do Cristo por ideal e vontade própria.

Toda ação espiritual deve ser feita com amor e satisfação. O coração deve dizer onde a nossa ação será melhor executada. Se não sintonizamos mais com esta ou aquela atividade espiritual, não significa que estamos sendo perturbados por espíritos ruins ou demônios. Simplesmente pode ser que acabou o nosso aprendizado e contribuição àquele local. O que não podemos jamais é estagnar em nossa caminhada, abandonando atividades e estudos espirituais para nos entregarmos à alienação e/ou ao isolamento.

As mudanças são naturais quando estamos evoluindo para uma nova consciência. Certamente a leitura dos nossos livros despertaram novos objetivos em tua alma, convidando-te a novas reflexões e objetivos. Natural que seja assim. Só é preciso avaliar se as mudanças têm o objetivo de fazer avançar mais em direção ao caminho da Luz.

2 Responses
  • Willian Cezar Nicola
    nov 9, 2015

    Lembrando também que é melhor a pessoa sair de um determinado grupo, seja por motivo pessoal ou outra coisa, que insistir em continuar mesmo não havendo mais sintonia. Pois, essa falta de sintonia, certamente irá gerar energias vibratórias que não estarão em harmonia com o grupo, por não haver mais afinidade, o que é prejudicial.

    [Reply]

    Willian Cezar Nicola nov 9, 2015
    Responder
  • Vera Lúcia Rodrigues de castro
    nov 17, 2015

    Obrigada valeu muito estou esperando novo livro quando sai? Grande abraço

    [Reply]

    Vera Lúcia Rodrigues de castro nov 17, 2015
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *