Roger Responde 202 – A Bíblia condena o culto a ídolos, mas as igrejas possuem imagens de santos que são venerados. O que devemos fazer?

202 – Pergunta (28/10/2013): Primeiramente Roger, obrigado por esse projeto maravilhoso. Estou lendo todos os seus livros, e cada pagina sinto e percebo a enormidade desse maravilhoso projeto que está elucidando muitos irmãos, inclusive a mim. Mas gostaria de lhe questionar o seguinte: na bíblia, relata-se em várias situações a mensagem de Deus para que o seu povo não adore falsos deuses, muito menos imagens. Lendo os seus livros da saga de Moisés, evidencia-se ainda mais esse fato. Então lhe pergunto, a maioria das Igrejas possui imagens de santos que são venerados pelas pessoas, duas grandes manifestações ocorreram a poucos dias, no santuário de Aparecida e o Cirio de Nazaré. O que você nos orienta a esse respeito. Novamente obrigado por esse trabalho lindo que com certeza já esta trazendo lindos frutos e a cada dia mais fortalece a nossa alma e coração. 

Roger: Moisés, há 3.300 anos, deixou bem claro que cultuar ídolos é um equívoco. Relatamos isso detalhadamente no livro “Moisés – Em busca da Terra Prometida”. Somente Deus deve ser colocado em um nível superior. Cabe apenas ao Criador essa prerrogativa. Todos os demais seres, ou seja, criaturas como nós, são apenas nossos irmãos e de forma alguma devem ser adorados. Nem mesmo Jesus e nem mesmo o Cristo devem ser idolatrados. Os nossos irmãos mais evoluídos não ficam felizes ao ver-nos realizando adorações.

Porém, infelizmente, esta foi uma lição que a humanidade não aprendeu até hoje. Desde os tempos do antigo Egito, o homem preferiu adorar estátuas a buscar conhecimento e entendimento espiritual para evoluir de forma consciente.

Isto, obviamente, não ofende a Deus, que compreende o estágio infantil que a humanidade terrena ainda se encontra, no entanto, essa posição atrasa ainda mais o progresso individual de cada um. A prática da adoração coloca a responsabilidade de nossos problemas nas mãos do santo adorado e, ao mesmo tempo, nos afasta do ato mais importante para a nossa evolução: que é refletir e agir para solucionarmos os nossos problemas e, consequentemente, nos tornarmos pessoas melhores.

É comum vermos pessoas fazendo promessas a imagens de santos pedindo dádivas que deveriam conseguir através de seu merecimento: amando, perdoando e fazendo o bem aos seus semelhantes. Esta é (e sempre foi) a melhor oferenda aos olhos de Deus. O Espírito Criador não quer velas, oferendas e rezas, mas, sim, que façamos o Bem aos nossos semelhantes e cultivemos as virtudes crísticas. Perdoar a um irmão vale mais do que subir mil escadarias de joelhos… É isso que Deus espera de nós: que nos tornemos pessoas melhores.

Entretanto, apesar de o Universalismo Crístico achar um equívoco o culto a imagens de santos, de forma alguma devemos criticar e condenar quem assim se comporta. Todos os nossos irmãos devem ser sempre respeitados em suas escolhas e crenças. Ainda mais que estão realizando um gesto de devoção que não causa prejuízo a ninguém, a não ser a si mesmo.

One Response
  • paulokersh
    nov 7, 2015

    Acho realmente q certas pessoas exageram na adoração aos santos,agora é fato q todo aquele q foi tocado e escolhido por DEUS e por JESUS são realmente santos,isso não se pode negar,e tambem todos aqueles q fazem a vontade de DEUS e de JESUS se tornam santos,e JESUS mesmo disse: ” Sêde santos porque eu sou santo”.

    [Reply]

    paulokersh nov 7, 2015
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *