Roger Responde 201 – Dúvidas sobre a doação de órgãos para transplante

201 – Pergunta (21/10/2013): Bom dia Roger! Inicialmente parabenizo você pela obra maravilhosa que estás a construir. Tenho todos os seus livros publicados, os li e compactuo com você na íntegra, pois acredito numa espiritualidade onde não exista rótulos, donos da verdade, apenas o divino em nós sendo descoberto, promovendo nossa evolução integral, gradualmente desenvolvendo a sabedoria através das experiências individuais e coletivas. Mas Gostaria você que falasse sobre a doação de órgãos, tenho dúvidas a respeito. Abraço carinhoso. Grata.

Roger: Obrigado pelo apoio ao nosso trabalho. Cada dia mais pessoas percebem a importância de buscar Espiritualidade através da visão libertadora do Universalismo Crístico.

A doação de órgãos é um generoso gesto de amor e desprendimento, que demonstra a nobreza de caráter e amor aos semelhantes de quem a pratica. Cada espírito encarnado possui uma “relação” diferente com o seu próprio corpo. Almas generosas são desapegadas da matéria e reagem com naturalidade a doação de seus órgãos físicos a irmãos que necessitem deles. É um gesto natural de amor para quem já evoluiu para uma consciência superior. Já espíritos primários e alienados são demasiadamente apegados à vida física e não compreendem que o corpo é apenas um instrumento do espírito imortal.

A doação precisa ser um gesto consciente; caso contrário, poderá acarretar desequilíbrios e tormentos após a morte. Quem não tiver desapego ao corpo, caso seus órgãos sejam retirados para doação, pode sentir os impactos disso no seu corpo espiritual após o desenlace.

Os cuidados que precisam ser tomados na doação de órgãos são os mesmos da cremação. Jamais um suicida ou materialista demasiadamente apegado deve ser cremado. Nos dois casos, estes sentirão os efeitos como se ainda estivessem vivendo no plano físico.

Porém, sem dúvida, a doação de órgãos é um gesto louvável e muito necessário, enquanto a medicina não desenvolver técnicas para produzir órgãos através de clonagem e engenharia genética que venham a substituir a necessidade das doações de pessoas recém desencarnadas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *