Notícia da Semana – Papa convida 2 mil moradores de rua, refugiados e ciganos ao circo

Missionários acompanham moradores de rua, refugiados e ciganos durante espetáculo do Rony Roller Circus, em Roma, na quinta (14) (Foto: AFP Photo/Tiziana Fabi)

Missionários acompanham moradores de rua, refugiados e ciganos durante espetáculo do Rony Roller Circus, em Roma, na quinta (14) (Foto: AFP Photo/Tiziana Fabi)

O Papa Francisco convidou na quinta-feira (14/01) ao circo de Roma dois mil moradores de rua, refugiados, grupo de presos e uma multidão de crianças ciganas a uma tarde dedicada à arte e à magia do circo.

O convite papal ao Ronny Roller Circus foi feito através da Esmolaria Apostólica do Vaticano, que organizou o traslado dos convidados do pontífice, que estiveram acompanhados de voluntários e equipes de médicos e enfermeiros.

“Isto faz bem à alma. Precisamos de beleza”, afirmou Francisco no ano passado, ao receber em uma audiência especial os artistas de circo.

A tarde de circo deveria servir como um “alívio aos nossos irmãos mais pobres para que possam superar as provas e dificuldades da vida que com frequência nos parecem insuperáveis”, explicou, em um comunicado, a entidade vaticana encarregada das obras de caridade do papa.

Um serviço médico móvel foi instalado em frente à enorme tenda para atender consultas e um lanche foi oferecido ao final do espetáculo.

Segundo o site Vatican Insider, a frota de ônibus da Santa Sé, usados normalmente para transportar os prelados, foi usada para levar os espectadores.

Foi uma grande emoção para nós”, confessou a dona do circo, Daniela Vassallo, à Rádio Vaticano, após lembrar que, como os indigentes, a gente do circo também costuma ser marginalizada pela sociedade.

“Sabemos que são pessoas às quais podemos falar, que recebem a mensagem. Entram hesitantes e vão embora com um sorriso” comentou.

Link da notícia: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/01/papa-convida-2-mil-moradores-de-rua-refugiados-e-ciganos-ao-circo.html


Reflexão

A grande mudança está dentro de cada um de nós. Ao sermos melhores conosco, automaticamente, atingiremos as pessoas que nos cercam e assim, somando esforços, somos capaz de promover grandes transformações. Muitas vezes uma pequena ação, para muitos sem importância, representa um grande feito. Ao seu lado pode haver uma pessoa que precise apenas de um sorriso, uma palavra, um gesto simples como o representado nessa notícia, para encorajar-se a dar os primeiros passos em busca da sua transformação. Aquele que reconhece seus pontos conflitantes, está no caminho para entender o significado de amar seu próximo como a si mesmo.

Paz de Luz a todos!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *