Vibração Coletiva (12/06/2019) – Sentidos Humanos: Visão

Os Sentidos Humanos

O Sentir Consciente – A Visão.

            A visão é o sentido da constatação, esse é um sentido, dos que mais sofrem distorções e a qual nós mais nos apegamos, para comprovar a realidade, existe um ditado popular que explica isso: “O que os olhos não veem o coração não sente”. Já que não conseguimos ver o que acontece, não sentimos, embora saibamos que isso não é uma realidade, a visão tem suas limitações, ela constrói as imagens e colorações que assimilamos em nosso cérebro, mas não representa a realidade de nosso coração, possibilidades de nossa alma.

            Assim como todos os sentidos, a visão é testada pelos nossos conceitos interiores, nossos valores, e sentimentos.

            Aos olhos de um médico, as operações, as cirurgias, os implantes, são possibilidades de salvar o corpo. Aos olhos de um filósofo, pode gerar horror ou questionamentos de como a vida foi formada. A verdadeira confusão do sentido da visão é acharmos que nela consiste a verdade, já que mesmo a verdade é relativa, pois depende de quem a vê e mesmo assim, ela será a verdade para a pessoa.

            Com os recursos tecnológicos, criados como a internet, TV, jogos, cyberspace, a dificuldade de discernir o que os olhos veem da realidade das relações humanas se torna a cada dia mais confusa.

            Na TV temos os personagens, os ídolos, aquilo que a mídia nos mostra como sendo o melhor padrão; ser a mais bonita, a mais magra, o rico, o mais poderoso, assim se formam as distorções da imagem, que se projetam nas ânsias das carências humanas, não de ter, mas de ser, o que confunde muito a mentalidade alheia, se não prestamos atenção que ter é posse e ser é mérito, acabamos por buscar a imagem de ser, mas não o real ser humano.

            Muitas vezes vemos as pessoas, mas não convivemos com as pessoas, isto pode gerar muitos conflitos entre o ver e a realidade do convívio, quando apenas vemos, aquilo que vemos é a imagem que as pessoas querem mostrar, mas a realidade do convívio é que mostra quem realmente somos.

            A visão está relacionada a autoimagem, ou seja, como vemos o mundo? Como as pessoas nos veem? E o que veem, é a minha realidade ou me engano ou engano ao próximo, por medo de saberem que não sou perfeito?

            Todos os seres aqui encarnados estão em estado de evolução, a perfeição é do Criador, o que podemos buscar aqui é o melhor que pudermos ser, a qualidade do que vemos e sentimos, das nossas relações com as pessoas e conosco.

            Na projeção do sentido da visão consciente, vamos mentalizar como gostaríamos de ver o mundo?    Como gostaríamos de nos ver?

            O que podemos fazer para não ficarmos só na imagem, trazendo para realidade do “dia a dia” nossa forma de ver e conviver com o mundo.

Paz e Luz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *