Roger Responde 133 – Necessidades das viagens para financiar o Universalismo Crístico

133 – Pergunta (02/07/2012): Caríssimo! Meu coração anda inquieto! Vejo com olhos diferentes o que muitos veem, mas nem por isso deixo de me sentir – até certo ponto – desconfortável em relação ao que te venho dizer. Há quem diga que as tuas viagens ao Egito, coisa que eu também gostaria de fazer, porque além dos teus magníficos relatos mediúnicos sobre Moisés e Akhenaton, há quem diga que também andei por lá, na modesta condição de auxiliar de algum sacerdote curandeiro, preparando ervas para as cerimônias; não sei se isso é verdade, mas sinto uma atração muito grande pela velha terra de Akhenaton, Moisés e a Rainha Hatshepsut, com quem tive uma experiência mediúnica há cerca de 45 anos; uma experiência através de uma médium amiga que, até onde sei, era séria.
Bem. Voltando ao assunto: há quem diga que as tuas viagens com grupos de seguidores te colocam em pé de igualdade com padres e pastores evangélicos que as fazem apenas com olhos financeiros, o que, convenhamos, é desalentador. E te peço, caro Roger: Faça algum comentário onde as pessoas possam ter esclarecida essa dúvida; pelo bem do Universalismo Crístico, da tua Mediunidade Extraordinária, da tua Obra e das pessoas que, como eu, te admiram, respeitam e – de certo modo – seguem. Perdoe a ousadia, mas há tempo que isso me incomoda. Grande abraço! Paz e Luz.

Roger: Querido amigo, respondo essa tua pergunta com atenção e carinho, porque te conheço e sei o quanto és uma pessoa boa de coração e de intenções. Sei o quanto te preocupas com o nosso trabalho e a credibilidade dele. Porém, te digo para não dar tanta atenção assim a essas críticas. Nesses anos todos de trabalho divulgando verdades espirituais, já percebi que quem faz esse tipo de comentário geralmente são pessoas hipócritas ou que nada fazem de concreto para ajudar na divulgação das verdades espirituais no mundo. Em geral são pessoas amargas e invejosas, que na verdade se tivessem oportunidade de realizar algo semelhante, estariam lá, sem pudor nenhum.

Já informei em outras oportunidades que o Universalismo Crístico não tem apoio financeiro de nenhuma religião ou instituição, portanto, para realizarmos folders, marca páginas e outros instrumentos de divulgação, temos que contar com recursos próprios. Eu tenho o meu emprego e o meu salário, que graças a Deus dá e sobra para os meus gastos. Os parcos recursos que obtemos para divulgar o Universalismo Crístico é que ainda são insuficientes. Pode ter certeza que tudo o que ganho com essas viagens e direitos autorais dos livros vai para o projeto Universalismo Crístico. E é por não conseguirmos ir além, por falta de recursos, que a tendência é realmente fundarmos uma Ong ou instituição com esse objetivo. Aí sim, essas pessoas vazias que criticam terão bastante argumentos, porque mobilizaremos muitos recursos para realizar o trabalho de divulgação do Universalismo Crístico, através de criação de programas de rádio, divulgação de livros, obras educacionais e assistenciais por todo o Brasil etc. E essa instituição terá conselheiros íntegros que zelarão pelo patrimônio dela, impedindo que uma pessoa só, no caso eu, venha a enriquecer de forma ilícita.

É interessante perceber que as pessoas compram pilhas de rádio e shampoo’s com valores mais altos para pagar 3 milhões de reais para Neymar e Gisele Bundchen fazerem comerciais de 30 segundos com o objetivo apenas de aumentarem os seus ganhos pessoais. Agora, quando nos é solicitada uma pequena parcela de uma viagem ou ação para promover a mudança da consciência espiritual das pessoas, achamos absurdo e exploração.

E eu creio que esses padres e pastores evangélicos fazem essas viagens para ajudar nas obras assistências de suas paróquias e comunidades. Não me preocupo com isso. Confio neles. Se fizerem algo de errado, sua comunidade logo perceberá e eles responderão por isso. Além disso, as pessoas não estão pagando nem um centavo a mais por essa viagem. Apenas os padres, pastores e eu estamos recebendo a comissão da venda do pacote turístico, que caberia ao vendedor da agência de turismo. Apenas isso. Pergunte a qualquer pessoa que foi comigo na viagem, e ela vai dizer que o pacote turístico ao Egito foi mais barato que nas grandes companhias de turismo. 15 dias de viagem em hotéis e cruzeiro 5 estrelas, com quase todas as refeições e passeios incluídos por 5 mil dólares. Façam o orçamento e me digam onde encontrar um valor igual ou menor? E ainda, viajarem com pessoas com a mesma busca e identidade espiritual?

Sem contar que observamos todos os dias traficantes de drogas e outros comerciantes ilícitos enriquecendo… É hora de pensarmos se queremos fazer uma ação que mude consciências ou apenas deixar que tudo permaneça assim como está. Se não investirmos em um novo mundo, o mundo novo que tanto sonhamos para trazer progresso humano e espiritual a nossa humanidade não chegará tão cedo. A pergunta é: se queremos construir um mundo novo, vamos esperar que ele aconteça sentado e de braços cruzados? Ou vamos colocar a mão na obra?

Acho desrespeito não remunerar o trabalho honesto. Se criarmos uma Ong, quem nela trabalhar será remunerado dignamente. A escolha é de vocês: enriquecer jogadores de futebol e artistas de televisão ou apostar em uma terceira via de trabalho em nome da consciência espiritual do nosso país, gerando emprego através de trabalhos sociais e educacionais que mude a consciência de nossa sociedade alienada.

Mas, se continuarmos com esse ranço de que “dinheiro é algo sujo”, jamais chegaremos lá. Lembrem-se, o Universalismo Crístico transcende as religiões e tudo que já vimos em termos de Espiritualidade. É um ideal que, quando se tornar conhecido e respeitado por todos, terá força para mudar o mundo através de sua respeitabilidade, até mesmo dentro do cenário político. Portanto, eu jamais colocaria a integridade dele em risco. O valor do ideal do UC será exatamente da dimensão de sua respeitabilidade. Contudo, precisamos ter ações para realizar o que nos propomos. Conto com o apoio de quem está disposto a mudar o mundo! Aqueles que já se cansaram de toda essa alienação primitiva que vigora ainda até os dias de hoje, em nosso mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *