Roger Responde 098 – Reflexões sobre a teoria evolucionista

098 – Pergunta (31/10/2011): Prezado Roger, começando a assistir a sua palestra no simpósio realizado no mês de abril em Brasília, observei que você afirmou que o homem é uma evolução do macaco. Foi dito da seguinte forma: “como vocês sabem, o nosso corpo biológico evoluiu através de um processo do mundo dos macacos; tem gente que não acredita nisso, mas o “homo sapiens” veio através da evolução dos primatas”. Roger, peço desculpas, mas afirmo que o homem não é produto da evolução dos macacos. O corpo humano é produto de uma alta tecnologia das consciências extraterrestres, ou seja, o “Comando Planetário Terra”, através dos engenheiros siderais, produziu este nosso corpo para que o espírito vivenciasse uma determinada missão no sistema denso da matéria. O espírito humano é distinto do espírito dos animais. A linhagem humana é uma, e a linhagem dos animais é outra totalmente diferente. Deus se manifesta no cosmos de diversas formas que a maioria dos homens não tem condições de assimilar e entender.A linhagem dos animais, que muitos exotéricos denominam de “reino dos devas”, já existia no planeta Terra muito antes do homem. O homem começou a vivenciar experiências neste planeta a mais ou menos trinta mil anos atrás. Antes disso, somente os grandes animais é que habitavam o nosso planeta. Existe, no astral do nosso planeta, um comando de espíritos que controlam o reino dos animais. Por exemplo: se você quiser conversar com o seu cãozinho de estimação com esta nossa linguagem, o animal não irá compreender, salvo em raríssimas exceções num processo de telepatia. No entanto, se você fizer uma projeção astral e tiver contato com os espíritos do reino dos devas, este espírito poderá dar um comando ao seu cão e ele obedecerá instantaneamente, sendo que você compreenderá todo o processo de comunicação. Infelizmente, os homens ainda não têm compreensão de tudo o que se passa no astral do nosso planeta. Existe uma tecnologia tão avançada, tão avançada, que nenhuma ciência, atualmente, seria capaz de compreender. É por isso que quando um determinado ser humano é abduzido por nossos irmãos das estrelas, fica totalmente perdido e não compreende qual o verdadeiro papel dos extraterrestres junto ao planeta Terra.

Roger:  Em nossos livros “Atlântida – No reino da luz” e “Atlântida – No reino das trevas” afirmamos que os antigos atlantes advinham de uma outra linhagem, superior, oriunda da quarta dimensão. E foram eles que realizaram as manipulações genéticas necessárias para estabelecer o “elo perdido” da nossa humanidade, aperfeiçoando a matriz genética dos “macacos” para dar origem ao homo sapiens. Leia o livro para ter uma ideia melhor do que propomos. Pegar uma frase solta em uma palestra pelo youtube torna difícil uma boa avaliação sobre nosso trabalho.

Afirmamos também que os “deuses gigantes que vinham dos céus” no início de nossa humanidade eram também os atlantes que tinham a função de promover o progresso desses povos incipientes. Em nenhum momento extraterrestres vieram nos visitar e abduzir, pelo menos não em nossa dimensão, como se especula até hoje. Inclusive já respondemos sobre tudo isso nessa coluna. E existem estudos bem atuais questionando a veracidade desses relatos: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5438777-EI8147,00-Cientistas+dizem+ter+provado+que+ETs+sao+produto+da+imaginacao.html

De qualquer forma, respeito tua opinião. Mas te alerto para que reflitas sobre ela.  Tu a defende como verdade indiscutível, como se tu tivesse alguma prova definitiva e absoluta a respeito dela. Tu estás lindando com “crenças”, e não com “fatos”, portanto sempre é importante analisar com cuidado e abrir a mente para outras possibilidades.

E segundo a análise da ciência, cada vez mais se confirma a teoria evolutiva de Darwin. Acreditar em algo diferente é como crer na teoria do “criacionismo”, que afirma que o mundo foi criado em seis dias por Deus a pouco mais de dez mil anos, como afirma a Bíblia. Basta analisar fósseis e rochas para verificarmos que a Terra tem milhões de anos, tornando essa teoria absurda. Sem contar que a matriz genética dos humanos e dos macacos é quase idêntica, segundo se verificou através do mapeamento do genoma humano, comprovando a nossa ancestralidade em comum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *