Paraplégica por manter gravidez é promessa na Paralimpíada

esgrima_paralimpiadas

Uma história de superação e de amor.

Paraplégica após contrariar decisão médica e manter gravidez, a atleta paralímpica Mônica Santos conta com apoio da torcida para surpreender as favoritas e buscar o 1º pódio feminino do Brasil.

Principal atleta feminina do Brasil na esgrima, a gaúcha tentará surpreender as favoritas ao título do florete na categoria A nas Paralimpíadas do Rio.

Mônica tinha 18 anos quando soube que estava grávida. Mas em meio à alegria pela maternidade, veio o susto.

“Me tornei cadeirante em 2002 por opção. Eu estava com dois meses de gestação quando tive um angioma medular e optei por ter a neném e ficar paraplégica. Não foi uma questão religiosa. Foi uma questão humana”, conta Mônica.

Ela conta que a questão é o desejo de ser mãe.

“Acho que, se cada um tivesse um pouquinho mais de humanização, o país estaria bem melhor. No momento eu nem pensava em ser contra aborto ou a favor. O fato é que eu queria ter um bebê, ali era uma vida, e eu não queria tirar aquela vida. Acho que era um ser humano desde o momento que estava ali batendo o coraçãozinho”.

O Esporte

Ela, que à época jogava futebol, não perdeu o ímpeto competitivo com a maternidade, ao contrário. Procurou esportes adaptados e fez vários testes.

Se arriscou na natação, no tênis de mesa e no tiro esportivo.

A bola da vez era o basquete em cadeira de rodas, quando conheceu Jovane Guissone, que usava a modalidade para aprimorar a forma física.

Ele, na verdade, era um expoente da esgrima em cadeira de rodas e em 2012 se tornaria o primeiro campeão paralímpico do Brasil no esporte, mais precisamente na espada, categoria B.

Apresentada às armas brancas, Mônica descobriu um caminho a trilhar como atleta profissional.

Em um ano foi convocada para a seleção brasileira permanente e logo firmou-se como principal atleta feminina do país.

A esgrima em cadeira de rodas terá competição de 12 a 16 de setembro, na Arena Carioca 3.

Com informações do G1

FONTE: http://www.sonoticiaboa.com.br/2016/09/04/paraplegica-por-manter-gravidez-e-promessa-na-paralimpiada/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *