Notícia da Semana – Indiano planta sozinho floresta do tamanho de 800 campos de futebol

O indiano Jadav “Molai” Payeng  plantou sozinho (!) uma floresta de cerca de 1.400 acres – o que equivale a 560 hectares ou à área de 800 campos de futebol oficiais.

O plantio começou há mais de 34 anos, com um grande objetivo: salvar a Ilha de Majuli, localizada no nordeste da Índia, onde Payeng morava. O local estava fadado a desaparecer: considerada a maior ilha fluvial do mundo, Majuli sofria com a erosão do solo, provocada por inundações causadas pelo aquecimento global, e chegou a ter mais de 70% de seu território “engolido” pelo rio Brahmaputra.

Casas e fazendas tiveram que ser abandonadas e os animais da região começaram a morrer por não ter onde se abrigar do calor excessivo. Diante da situação, Payeng foi pedir ajuda ao governo, mas como resposta ouviu que o máximo que cresceria na região seriam bambus.

Sem ajuda, ele resolveu salvar a ilha por conta própria. E conseguiu! Payeng plantou mudas de diversas espécies em Majuli e, 34 anos depois, “construiu” uma floresta na Ilha, que é lar de animais como elefantes, tigres, rinocerontes e vários tipos de aves.

Payeng também vive por ali, em uma pequena casa que construiu por conta própria. Realizado, ele tem uma pequena fazenda, onde cultiva para subsistência, e agora será protagonista de cinema. Ele é tema do documentário Forest Man, dirigido por Will McMaster, que, além de mostrar a saga do indiano para plantar a floresta – batizada de Molai’s Woods –, vai retratar os impactos das mudanças climáticas na humanidade.

Leia a notícia na íntegra neste link.

Reflexão:

O homem consciente identifica os problemas ao seu redor e busca soluções por si mesmo. Não espera pela ação do outro para fazer a parte que lhe cabe ou que tem capacidade para realizar. Se todos trabalhassem em prol da coletividade, dando a sua pequena, e às vezes heroica, contribuição, já vislumbraríamos as primeiras nuances das transformações esperadas para a Nova Era.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *