Descoberta de americanos pode ajudar a tratar esquizofrenia

parar-esquizofrenia

Cientistas norte-americanos descobriram um possível tratamento para a esquizofrenia, um transtorno mental crônico em que o paciente pode ficar fechado em si mesmo, indiferente, ouvir vozes, ter alucinações, e delírios e se sentir vítima de perseguições.

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Maryland chegaram a um composto capaz de controlar os sintomas da doença, o ácido quinurênico.

Ele atua no cérebro e pode ser usado como anticonvulsivo para diferentes distúrbios neurológicos.

O estudo com roedores mostrou que o ajuste nos níveis de ácido no organismo teve efeitos significativos no controle comportamental dos animais.

O quinurênico é estudado há anos por especialistas, que já imaginavam que ele poderia ser a chave para tratar alguns sintomas da esquizofrenia.

Como

Foi comprovado que pessoas com esquizofrenia têm níveis mais elevados da substância no cérebro e que isso causa diminuição do glutamato – um neurotransmissor que está ligado ao aprendizado e à memória.

A disfunção no glutamato estaria associada aos transtornos do tipo cognitivo: amnésia, confusão mental, delírio, desorientação, invenção de coisas, lentidão durante atividades, entre outros.

O segredo seria reduzir o ácido quinurênico para que ele controle o glutamato mais precisamente.

A experiência já deu certo em ratos, agora falta saber como reproduzir os mesmos resultados em seres humanos.

Os estudos

Robert Schwarcz, um dos responsáveis pela pesquisa, foi o primeiro a descobrir o ácido no cérebro, em 1988. Desde então, vem estudando a sua relação com doenças neuropsiquiátricas.

No novo experimento, Schwarcz estudou roedores com deficiência da enzima KMO (kynurenine 3-monooxygenase), que regula os níveis do ácido quinurênico.

Por terem mais quinurênico, os ratos mostraram deficiências na memória contextual e ansiedade elevada quando colocados em um labirinto e em outros ambientes desafiadores.

Essas atitudes seriam semelhantes aos traços comportamentais de humanos esquizofrênicos e sugerem que a enzima e o ácido podem desempenhar um papel fundamental no tratamento da doença.

 

FONTES: http://www.sonoticiaboa.com.br/2017/02/11/descoberta-de-americanos-pode-ajudar-tratar-esquizofrenia/

http://super.abril.com.br/saude/acido-pode-desligar-sintomas-da-esquizofrenia/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *