Brasileiros de baixa renda não vão pagar conta de luz por 3 meses: covid


Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

A população brasileira de baixa renda não vai precisar pagar conta de luz durante três meses, por causa do isolamento social que impede muita gente de trabalhar.

Medida Provisória que determina a isenção saiu no Diário Oficial desta quarta, 8 e foi anunciada em pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro em cadeia de rádio e TV.

Estão isentas do pagamento famílias com consumo mensal de energia elétrica inferior ou igual a 220 quilowatts-hora (kWh).

Elas não precisarão pagar a conta de luz, no período de 1º de abril a 30 de junho deste ano.

A energia elétrica dessas famílias será paga com recursos para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), limitado a R$ 900 milhões.

“O governo soluciona as duas questões mais urgentes identificadas pelas equipes do Ministério de Minas e Energia e do Ministério da Economia: a perda da capacidade de pagamento dos consumidores de baixa renda, beneficiários da tarifa social, e a perda da capacidade financeira das distribuidoras de energia elétrica, com o aumento da inadimplência e a redução do consumo de energia”, informou o ministério de Minas e Energia.

No dia 25 de março a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) proibiu o corte de luz em residencias com contas atrasadas. No entanto, a companhia orienta que os consumidores não deixem de pagar as faturas mensais.

Notícia retirada do Link:
https://www.sonoticiaboa.com.br/2020/04/09/brasileiros-baixa-renda-nao-vao-pagar-conta-luz-3-meses-covid/

Campanha: Os moradores de algumas comunidades do Rio de Janeiro e de São paulo, muito por conta do Covid-19, não estão conseguindo trabalhar e com isso não estão conseguindo colocar comida em casa, fato que motivou alguns voluntários à fazerem uma campanha chamada “favelas esquecidas”, na qual fazem uma vaquinha online com a finalidade de comprarem cestas básicas para essas pessoas. Veja mais no link abaixo:

https://voaa.me/favelas-esquecidas?page=4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *